sexta-feira, maio 17, 2024
More
    HomeSociedadeAmazonasPraias ressurgem com a seca no Amazonas

    Praias ressurgem com a seca no Amazonas

    Publicado em

    spot_img

    A seca dos rios no Amazonas proporciona oportunidades de lazer. São praias que desaparecem com a cheia e ressurgem com a vazante, entre os meses de junho e novembro. As praias se formam também na orla de Manaus.

    Uma delas é a Praia Ponta das Lajes, na zona leste, pouco frequentada durante os dias úteis. A faixa de areia está localizada na Colônia Antonio Aleixo. De lá é possível ver o Encontro das Águas, dos rios Negro e Solimões. O acesso a esse refúgio é por uma trilha em trecho de mata nativa.

    Saindo de Manaus, uma das opções é a Praia do Iluminado (a 56 quilômetros da capital), no Parque Nacional de Anavilhanas. O acesso é apenas de barco, com opção de passeios personalizados. A Acamdaf (Cooperativa dos Profissionais de Transporte Fluvial da Marina do Davi) oferece passeios que incluem estadia na praia.

    O barco é também o único meio de chegar à Praia do Escondidinho, na zona rural de Manaus. O acesso é pela Marina do David, na zona oeste da cidade. Como o nome sugere, a praia é pouco frequentada, mas tem vasta faixa de areia e água que os banhistas definem como gelada.

    Também saindo da Marina do David se chega à Praia da Lua, próximo à Ponta Negra, principal balneário de Manaus. Ao contrário da Escondidinho, a Lua é muito frequentada, principalmente nos fins de semana.

    Outra opção fora de Manaus é a Praia do Meio, no município de Novo Airão, a pouco mais de duas horas da capital. Lá é possível desfrutar horas de banho e mergulhos na Praia do Meio. Isolada, surge no meio do rio. A água é gelada e transparente. O acesso é de barco, saindo da orla de Novo Airão.

    Ponta das Lajes na orla de Manaus: vista do Encontro das Águas (Foto: Mario Oliveira/Amazonastur)

    Nessas praias não há barracas de vendedores e nem água potável. É preciso levar comida e bebida para um passeio prolongado e combinar horário para ser pego de volta pelos barqueiros.

    Os turistas podem verificar opções de passeios com agências turísticas cadastradas no site www.cadastur.turismo.gov.br ou buscar o roteiro, pelo WhatsApp, no chatbot Amazonas to Go, disponível 24h, pelo QR Code https://qrfacil.me/Qqdds6kr.

    Com informações do Atual*

     

    Últimos Artigos

    Explicando: Anitta e a intolerância religiosa ao candomblé

    Os casos de intolerância religiosa em relação a religiões de matriz africana são recorrentes...

    Isabelle recebe título de embaixadora do Festival de Parintins

    A dançarina, professora e ex-bbb Isabelle Nogueira recebeu, nesta quinta-feira (16) o título de...

    Para onde vão os carros destruídos na enchente do Sul?

    As enchentes do Rio Grande do Sul ocasionaram diversos danos materiais  - incluindo as...

    Ministério da Saúde alerta quanto à disseminação da febre oropouche, doença parecida com dengue

    Dados do Ministério da Saúde apontam um crescimento dos casos de febre oropouche no...

    Mais artigos como este

    Explicando: Anitta e a intolerância religiosa ao candomblé

    Os casos de intolerância religiosa em relação a religiões de matriz africana são recorrentes...

    Isabelle recebe título de embaixadora do Festival de Parintins

    A dançarina, professora e ex-bbb Isabelle Nogueira recebeu, nesta quinta-feira (16) o título de...

    Para onde vão os carros destruídos na enchente do Sul?

    As enchentes do Rio Grande do Sul ocasionaram diversos danos materiais  - incluindo as...