terça-feira, junho 18, 2024
More
    HomeCotidianoSociedadeCriança indígena receberá tratamento de saúde após decisão judicial

    Criança indígena receberá tratamento de saúde após decisão judicial

    Publicado em

    spot_img

    Por determinação da Justiça, uma criança indígena que sofria de problemas renais e anemia grave finalmente terá acesso ao tratamento de saúde necessário no município de Amaturá, localizado a 908 quilômetros de Manaus. A decisão foi tomada após a denúncia do Conselho Tutelar do município e a recusa injustificada da própria família da criança em permitir procedimentos médicos devido a questões religiosas.

    O caso, que envolveu um embate entre a liberdade religiosa e a preservação da vida da criança, chamou a atenção das autoridades locais e do Ministério Público do Amazonas (MP-AM). De acordo com o MP, os pais da criança chegaram a fugir do hospital onde a menina estava internada, agravando ainda mais sua situação de saúde.

    Na última quarta-feira (6), o Juiz Hercílio Tenório de Barros Filho assinou a determinação que autoriza o afastamento temporário do poder familiar, com força de mandado, para garantir que a criança receba o tratamento médico necessário em Amaturá. Em caso de necessidade de recursos médicos avançados não disponíveis na região, a criança será transferida para Manaus.

    “A autorização para intervenção médica sem o consentimento dos responsáveis foi concedida em razão da recusa injustificada dos pais de submeter a filha a tratamento médico imprescindível para a preservação da sua vida. Além disso, há iminente risco de vida para a criança, conforme relatório médico apresentado, em razão do problema renal e do grave estado de anemia apresentado pela criança”, afirmou o promotor de Justiça Kleyson Nascimento Barroso.

    A decisão judicial também impôs a busca e apreensão da criança para a realização dos procedimentos indicados pela equipe médica responsável. Os pais foram intimados a entregar os documentos pessoais da criança para facilitar o atendimento e terão permissão para acompanhar a filha durante o tratamento, garantindo assim que o interesse superior da criança seja respeitado.

    A situação da criança indígena reacende o debate sobre a delicada balança entre direitos individuais e a proteção da vida, e serve como um lembrete da importância de buscar soluções que priorizem o bem-estar das crianças em situações vulneráveis. A Justiça, neste caso, agiu de forma a preservar a vida da menor, levando em consideração os cuidados médicos necessários para sua recuperação.

    Leia mais:
    Amazonas mantém infeliz liderança em suicídios entre indígenas
    AM lidera em mortes de crianças indígenas, revela relatório do Cimi
    Censo contabiliza população quilombola, mas desafios persistem

    Últimos Artigos

    Festival de Parintins: 5 locais para tirar uma selfie perfeita!

    Os encantos naturais da Ilha Tupinambarana fascinam os visitantes que vêm para o festival....

    Brena Dianná lidera pesquisa para a prefeitura de Parintins

    Em nova pesquisa de intenção de votos para a Prefeitura de Parintins, a vereadora...

    Prefeitura de Manaus lança 3ª edição do “Manaus Adventure 2024”

    Evento promete ser a maior competição de turismo esportivo e de aventura da região...

    Festival de Parintins: cuidados com alimentação e exposição ao sol

    A Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM) orienta os participantes do 57º...

    Mais artigos como este

    Festival de Parintins: 5 locais para tirar uma selfie perfeita!

    Os encantos naturais da Ilha Tupinambarana fascinam os visitantes que vêm para o festival....

    Brena Dianná lidera pesquisa para a prefeitura de Parintins

    Em nova pesquisa de intenção de votos para a Prefeitura de Parintins, a vereadora...

    Prefeitura de Manaus lança 3ª edição do “Manaus Adventure 2024”

    Evento promete ser a maior competição de turismo esportivo e de aventura da região...