quarta-feira, junho 12, 2024
More
    HomeCotidianoFestival Agô em Brasília celebra povos tradicionais

    Festival Agô em Brasília celebra povos tradicionais

    Publicado em

    spot_img

    Evento reúne danças, cantos e reflexões sobre preservação cultural e visibilidade para comunidades indígenas e negras

    Brasília é palco de uma festa multicultural que ressalta as tradições e a ancestralidade dos povos tradicionais. O “Festival Agô – Música e Ancestralidade” e o “Seminário Fealha” estão acontecendo desde quinta-feira (27) e seguem até sábado (29) no Memorial dos Povos Indígenas (MPI), no Eixo Monumental. O evento gratuito congrega artistas e lideranças dos povos indígenas e comunidades negras, proporcionando um espaço para apresentações musicais, oficinas, debates e reflexões sobre a preservação cultural e a importância da visibilidade para essas culturas.

    Diversidade musical e conexão com o sagrado

    A programação musical do Festival Agô, que significa “licença” em Yorubá, é uma verdadeira viagem pelas tradições dos povos. Entre os destaques estão os cantos rituais das mulheres indígenas do Alto Xingu, representando nove povos do Mato Grosso. Além disso, o evento apresenta o movimento de Capoeira Angola, conduzido por Mestre Elma do Maranhão, e traz reflexões sobre as culturas afro-brasileiras e indígenas.

    Reflexões e debates sobre preservação cultural

    O Seminário Fealha, cujo nome significa “terra sagrada” na língua do povo Fulni-ô, é um espaço para discutir questões relevantes sobre a presença indígena e negra no Distrito Federal. Mediado pelo antropólogo Paíque Santarém, o seminário aborda temas como a história das comunidades que migraram para o DF e constituíram territórios sagrados, além de debater a importância das políticas públicas para garantir a preservação dessas culturas.

    Cantar e viver a identidade cultural

    A diretora do Festival Agô, Tâmara Jacinto, destaca que a música nas comunidades tradicionais é muito mais do que apenas cantar, é viver a identidade cultural de forma profunda e complexa. Ela afirma que a música é um instrumento poderoso para tocar os corações das pessoas e transmitir a essência de cada povo, especialmente para as comunidades indígenas e afro-brasileiras.

    Valorização dos saberes tradicionais

    O evento busca valorizar o conhecimento ancestral dos povos tradicionais, oferecendo uma programação variada e enriquecedora. Os visitantes têm a oportunidade de vivenciar as tradições através de shows, cantos indígenas, cirandas, maracatus, sambas, tambor de Mina, bois, rojões e carimbós. A proposta é revelar a complexidade e a riqueza que a música carrega, contribuindo para a preservação e o reconhecimento das culturas tradicionais.

    A celebração de povos tradicionais em Brasília é um momento de festa, aprendizado e reflexão, reunindo diferentes manifestações culturais que enriquecem o patrimônio cultural do país. O evento destaca a importância de valorizar e preservar as identidades e saberes tradicionais, garantindo visibilidade e respeito para as comunidades indígenas e negras do Brasil.

    Leia mais:
    180 indígenas foram assassinados no Brasil só ano passado, aponta relatório
    Lei Histórica Torna Oficiais 16 Línguas Indígenas no Amazonas
    Constituição Federal será traduzida oficialmente para língua indígena

    Com informações da Agência Brasil*

    Últimos Artigos

    Governo federal anula leilão e cancela compra de arroz importado

    O governo federal decidiu anular o leilão realizado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab)...

    Aleam aprova moção de reconhecimento do feminicídio de Julieta Hernández

    A Assembleia Legislativa do Amazonas (ALEAM) aprovou uma moção de apelo para que o...

    Entenda a importância do “vazio sanitário” da soja no Amazonas

    Entre os dias 10 de junho e 10 de setembro de 2024, o cultivo...

    Lotes no ‘Nova Manaus’ custarão R$500; veja como se inscrever

    O Programa de Alienação de Lotes Urbanos Públicos, da Prefeitura de Manaus, oferecerá lotes...

    Mais artigos como este

    Governo federal anula leilão e cancela compra de arroz importado

    O governo federal decidiu anular o leilão realizado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab)...

    Aleam aprova moção de reconhecimento do feminicídio de Julieta Hernández

    A Assembleia Legislativa do Amazonas (ALEAM) aprovou uma moção de apelo para que o...

    Entenda a importância do “vazio sanitário” da soja no Amazonas

    Entre os dias 10 de junho e 10 de setembro de 2024, o cultivo...