sábado, junho 15, 2024
More
    HomeCotidianoSociedadeAM lidera em mortes de crianças indígenas, revela relatório do Cimi

    AM lidera em mortes de crianças indígenas, revela relatório do Cimi

    Publicado em

    spot_img

    Relatório aponta mais de mil óbitos de crianças indígenas no estado entre 2019 e 2022

    O Conselho Indigenista Missionário (Cimi) divulgou um relatório preocupante sobre a mortalidade infantil indígena no Brasil, revelando que o estado do Amazonas registrou o maior número de óbitos entre crianças de 0 a 4 anos. Durante o período de 2019 a 2022, foram documentadas 1.014 mortes nessa faixa-etária no estado. O levantamento foi baseado em dados da Secretaria de Saúde Indígena (Sesai), do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM) vinculado ao Ministério da Saúde e de secretarias estaduais de saúde.

    Tragédia evitável: 132 óbitos sem assistência médica

    O relatório do Cimi também revelou uma triste realidade: 132 das mortes de crianças indígenas ocorreram sem qualquer assistência de saúde. A nível nacional, o número total de óbitos de crianças indígenas nessa mesma faixa-etária entre 2019 e 2022 foi de 3.552.

    Principais causas das mortes evitáveis

    As principais causas das mortes apontadas no relatório são consideradas evitáveis, incluindo influenza e pneumonia, desnutrição e anemias nutricionais, diarreia, gastroenterite, doenças infecciosas intestinais, doenças bacterianas e septicemia. Essas fatalidades ressaltam a urgência de ações para melhorar a assistência médica e as condições de vida nas comunidades indígenas.

    Preocupação com a segurança dos adultos indígenas

    Além das trágicas mortes de crianças, o relatório também destaca a violência sofrida pelos indígenas adultos entre 19 e 59 anos. Nos últimos três anos, o Amazonas registrou 163 assassinatos nessa faixa-etária, colocando-o em segundo lugar, atrás apenas de Roraima, que contabilizou 208 assassinatos no mesmo período.

    Conflitos territoriais e falta de regularização

    O relatório também evidencia a situação de conflitos relacionados aos direitos territoriais das comunidades indígenas. No Brasil, houve 158 casos de conflitos territoriais, com 15 deles ocorrendo no Amazonas. O estado também possui 191 terras indígenas sem providências para regularização, o que representa um obstáculo para a proteção desses territórios.

    Terras indígenas ameaçadas

    Entre as terras indígenas com maior número de conflitos estão a Waimiri-Atroari, afetada pela mineração, e a Soares/Urucurituba, habitada pelo povo mura, assediada por uma mineradora. Além disso, há preocupações com a renovação da portaria de restrição de uso na Jacareúba/Katawixi e a falta de proteção da área de povos isolados em Mamoriá.

    Invasões e exploração ilegal de recursos

    O Amazonas também enfrenta invasões possessórias, com 49 casos de exploração ilegal de recursos naturais e danos ao patrimônio em terras indígenas.

    O relatório do Cimi revela uma situação alarmante para as comunidades indígenas no estado do Amazonas, destacando a necessidade urgente de ações e políticas que garantam a segurança e o bem-estar desses povos.

    Leia mais:
    Censo contabiliza população quilombola, mas desafios persistem
    Cota de 30% em concurso para negros, indígenas e quilombolas pode virar lei
    Indígenas e quilombolas receberão 5,5 mil cestas básicas em Manaus

    Com informações do Atual*

     

    Últimos Artigos

    Em Coari, Wilson Lima entrega oito escolas reformadas

    As entregas visam contribuir com a melhoria da qualidade de vida da população O governador...

    Sangue: até março, foram realizadas mais de 15 mil doações em AM

    Em 2023, 1,6% da população brasileira doou sangue no SUS, com mais de 3,2...

    Rede Globo não transmitirá Festival de Parintins

    A TV Acrítica, parte da Rede Calderaro, possui esses direitos exclusivos e uma quebra...

    Governo do Amazonas entrega 400 mil sementes de cacau

    Do total de cidades beneficiadas, 12 já receberam a primeira remessa do produto O Governo...

    Mais artigos como este

    Em Coari, Wilson Lima entrega oito escolas reformadas

    As entregas visam contribuir com a melhoria da qualidade de vida da população O governador...

    Sangue: até março, foram realizadas mais de 15 mil doações em AM

    Em 2023, 1,6% da população brasileira doou sangue no SUS, com mais de 3,2...

    Rede Globo não transmitirá Festival de Parintins

    A TV Acrítica, parte da Rede Calderaro, possui esses direitos exclusivos e uma quebra...