sábado, junho 15, 2024
More
    HomeVirou LeiVirou lei: mercadoria produzida em área desmatada é proibida na Europa

    Virou lei: mercadoria produzida em área desmatada é proibida na Europa

    Publicado em

    spot_img

    Em acordo histórico, a União Europeia aprovou uma lei antidesmatamento na última semana. A nova regulação proíbe a entrada no mercado europeu de commodities produzidas em áreas desmatadas após 31 de dezembro de 2020.

    Considerada um marco histórico para as florestas, pela primeira vez, os compradores de mercadorias poderão auditar os vendedores e até mesmo rejeitar produtos como: carne, soja, madeira, borracha, cacau, café e óleo de dendê, que sejam provenientes de qualquer propriedade com desmatamento ou degradação, legal ou ilegal.

    Amazônia

    A Europa é a segunda maior consumidora de commodities do Brasil. Por isso, a nova lei é especialmente importante para a Amazônia.

    Apesar de conter falhas, de acordo com o Observatório do Clima, a notícia movimentou o cenário de produção e exportação brasileiro.

    A aprovação de regulamento rígido sobre desmatamento por parte do bloco tende a ser usado como referência pelos outros importadores, como China e Estados Unidos.

    Lula promete zerar o desmatamento até 2030

    A lei antidesmatamento entra em cena junto com a posse do novo presidente da república. Luiz Inácio Lula da Silva (PT) prometeu zerar o desmatamento no país até 2030.

    COP15

    A aprovação de uma lei desse porte na véspera da COP15, a conferência de biodiversidade da Organização das Nações Unidas (ONU), em Montreal, no Canadá, é de grande relevância do ponto de vista das negociações mundiais.

    A proteção dos ecossistemas naturais da Terra, estão em foco e precisam dessa evidência e a contribuição deve vir de todos os lados.

    Falhas

    Algumas brechas na nova legislação apontam que o caminho ainda é longo até que sejam respeitadas e aceitas todas as condições de proteção ambiental. Um dos fatores positivos da nova lei é a rastreabilidade.

    Quando entrar em vigor a nova lei, os operadores serão obrigados a fornecer as geolocalizações de suas mercadorias.

    Houve tentativas de barras a proposta com alegação de aumento nos custos. Mas, os esforços foram em vão e houve isenção somente para pequenos produtores, proprietários de até quatro hectares de terra.

    Cerrado

    A lei restringe a produção com desmatamento na Amazônia, na Mata Atlântica e no Chaco, deixando de fora o Cerrado. O risco é da lei provocar um aumento da devastação para este bioma.

    Leia mais:
    Em carta aberta, Lula propõe desmatamento zero na Amazônia
    Ibama define combate ao desmatamento na Amazônia como prioridade
    Desmatamento na Amazônia Legal tem aumento de 21,97% em 2021

    Últimos Artigos

    Em Coari, Wilson Lima entrega oito escolas reformadas

    As entregas visam contribuir com a melhoria da qualidade de vida da população O governador...

    Sangue: até março, foram realizadas mais de 15 mil doações em AM

    Em 2023, 1,6% da população brasileira doou sangue no SUS, com mais de 3,2...

    Rede Globo não transmitirá Festival de Parintins

    A TV Acrítica, parte da Rede Calderaro, possui esses direitos exclusivos e uma quebra...

    Governo do Amazonas entrega 400 mil sementes de cacau

    Do total de cidades beneficiadas, 12 já receberam a primeira remessa do produto O Governo...

    Mais artigos como este

    Em Coari, Wilson Lima entrega oito escolas reformadas

    As entregas visam contribuir com a melhoria da qualidade de vida da população O governador...

    Sangue: até março, foram realizadas mais de 15 mil doações em AM

    Em 2023, 1,6% da população brasileira doou sangue no SUS, com mais de 3,2...

    Rede Globo não transmitirá Festival de Parintins

    A TV Acrítica, parte da Rede Calderaro, possui esses direitos exclusivos e uma quebra...