quarta-feira, junho 12, 2024
More
    HomePoderAmazonasSeduc não vai recuar e mantém aulas presenciais em Manaus

    Seduc não vai recuar e mantém aulas presenciais em Manaus

    Publicado em

    spot_img

    Em reunião de 2h30 com a diretoria do Sinteam (Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Amazonas), na tarde dessa quarta-feira, 9, o secretário de Educação Luís Fabian Barbosa afirmou que manterá as aulas presenciais no ensino médio, que foram retomadas no dia 10 de agosto.

    “Esse retorno é um fato que se impõe, mas não é uma decisão da educação, é uma necessidade da sociedade. Só retornamos quando 100% das de ensino médio estavam adequadas. Se nós temos a garantia das aulas presenciais pelos órgãos judiciários, dos órgãos de vigilância em saúde, não temos razão para recuar”, afirmou Barbosa.

    A paralisação das aulas é reivindicada pelo Sinteam. No ensino fundamental o retorno das atividades presenciais foi adiado. Inicialmente, estava previsto para o dia 24 de agosto. No médio, há rodízio de alunos com aulas intercaladas nos dias da semana.

    Luis Fabian disse que também está mantida a testagem para Covid-19 de todos os professores, a orientação aos alunos quanto aos cuidados de prevenção à doença e adaptação do calendário escolar.

    O secretário disse que 1,5 mil servidores do grupo de risco estão afastados do trabalho. Outros 5.154 fizeram teste para diagnosticar a Covid-19 e 4.849 (94,1%) deram negativo.

    Fabian disse que está aberto ao diálogo com os professores e que a reunião desta quarta foi a quarta em dois meses.

    Laudos médicos

    A presidente do Sinteam, Ana Cristina Rodrigues, disse que o impasse ainda não está resolvido. “Tivemos uma vitória, com a Seduc que se comprometeu a cumprir o que diz a lei em relação às cormobidades. Até a semana passada os nossos colegas estavam sendo obrigados a entregar atestado médico ou laudo com data de afastamento, agora os nossos colegas já podem entregar os laudos e já estão devidamente afastados. E você que tem mais de 60 anos não precisa comprovar nada, é sua identidade e uma declaração que Pode ser de próprio punho”, disse.

    Seguindo Ana Cristina, na questão das aulas, a Seduc tem sido “intransigente”. “Vamos ter ainda que resolver a questão do não retorno presencial e a continuidade das aulas remotas. Neste ponto a secretaria continua rígida e dura com os trabalhadores sem respeitar a vida e sem levar em consideração o número elevado de trabalhadores que estão testando para Covid-19”, disse.

    Leia mais:
    Amazonas retoma as aulas em 123 escolas na capital
    Sindicato dos professores recorre à Justiça contra retorno de aulas no AM
    O que diz a ciência sobre a volta às aulas?

    Com informações do Portal Amazonas Atual*

    Últimos Artigos

    Governo federal anula leilão e cancela compra de arroz importado

    O governo federal decidiu anular o leilão realizado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab)...

    Aleam aprova moção de reconhecimento do feminicídio de Julieta Hernández

    A Assembleia Legislativa do Amazonas (ALEAM) aprovou uma moção de apelo para que o...

    Entenda a importância do “vazio sanitário” da soja no Amazonas

    Entre os dias 10 de junho e 10 de setembro de 2024, o cultivo...

    Lotes no ‘Nova Manaus’ custarão R$500; veja como se inscrever

    O Programa de Alienação de Lotes Urbanos Públicos, da Prefeitura de Manaus, oferecerá lotes...

    Mais artigos como este

    Governo federal anula leilão e cancela compra de arroz importado

    O governo federal decidiu anular o leilão realizado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab)...

    Aleam aprova moção de reconhecimento do feminicídio de Julieta Hernández

    A Assembleia Legislativa do Amazonas (ALEAM) aprovou uma moção de apelo para que o...

    Entenda a importância do “vazio sanitário” da soja no Amazonas

    Entre os dias 10 de junho e 10 de setembro de 2024, o cultivo...