terça-feira, abril 23, 2024
More
    HomePoderAmazonasGastos com terceirizados chegam a R$ 644 milhões na Susam

    Gastos com terceirizados chegam a R$ 644 milhões na Susam

    Publicado em

    spot_img

    Pagamento a empresas terceirizadas foi um dos maiores gastos da Secretaria de Saúde do Amazonas (Susam) em 2018. O montante bateu os R$ 644 milhões, atrás apenas da quantia destinada a remuneração de servidores. A revisão de contratos e a realização de concursos públicos foram sugestões de parlamentares do Amazonas para “enxugar” o desembolso e otimizar os investimentos na pasta.

    O relatório de ações executadas pela Susam no 3º quadrimestre de 2018 foi apresentado na segunda-feira (8), pelo secretário da pasta, Rodrigo Tobias, à Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM).

    As ações que mais executaram recursos da Secretaria foram:

    • Remuneração de servidores – R$ 904 milhões
    • Pagamento de empresas terceirizadas – R$ 644 milhões
    • Manutenção da rede – R$ 531 milhões
    • Assistência farmacêutica – R$ 254 milhões

    O secretário Rodrigo Tobias ressaltou que os resultados são da gestão anterior, mas que o balanço apresentado é importante para a “tomada de decisões da nova gestão”. Para isso, parlamentares membros da comissão apresentaram críticas e sugestões.

    Um deles foi o deputado estadual Ricardo Nicolau (PSD). Ele cobrou adoção de medidas para frear a terceirização de mão de obra, sobretudo de enfermeiros e técnicos de enfermagem.

    “Com um concurso público ou até mesmo um processo seletivo seria possível cortar esses gastos pela metade”, defendeu. “Além de refletir na qualidade dos atendimentos, o fim de terceirização é a garantia de os trabalhadores receberem seus pagamentos de forma integral, sem interferências, como vem acontecendo hoje”, completou.

    Dados da Saúde em 2018

    Em 2018, o Amazonas investiu 21% da receita própria em saúde, quando a Constituição Federal determina o mínimo de 12%.  Essa tem sido a média dos últimos três anos, segundo a Susam. Na visão do novo secretário, o Estado gasta muito, mas não gasta bem.

    Além disso, a carga de investimento próprio no setor é muito alta –  83% – em relação à federal. “Precisamos chegar entre 60% e 40% pelo menos”, disse o secretário, ao defender a necessidade urgente de atualizar a pactuação com os municípios do interior, já que a última foi de 2005.

    Ainda conforme o relatório, o Amazonas tem 66,14% de cobertura na atenção primária, acima da média nacional, que é de 65%. Mas isso graças aos esforços dos municípios, segundo avaliou Tobias. O novo secretário disse que a nova gestão vai brigar para implantar o projeto de regionalização da saúde, com a implantação dos polos de saúde no interior.

    Nova audiência

    Em maio, o secretário deverá retornar à ALE-AM para apresentar o relatório do primeiro quadrimestre de 2019, desta vez já com os resultados da nova gestão, que assumiu em janeiro.

    Últimos Artigos

    Confira lista para teste físico do concurso da Guarda Municipal

    A Semad divulgou a lista dos aprovados para a segunda fase do concurso público...

    Famílias recebem moradias reformadas pelo ‘Casa Manauara’

    O prefeito de Manaus, David Almeida, entregou mais 11 moradias reformadas pelo programa "Casa...

    Pirarucu gera mais de R$ 116 mil em faturamento

    Na feira apoiada pela Fundação Amazônia Sustentável (FAS) em Manaus, manejadores da comunidade Jussara,...

    Amazonas: Boletim aponta aumento de casos de Síndrome Respiratória

    O Boletim InfoGripe da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), divulgado recentemente, ressalta um cenário preocupante...

    Mais artigos como este

    Confira lista para teste físico do concurso da Guarda Municipal

    A Semad divulgou a lista dos aprovados para a segunda fase do concurso público...

    Famílias recebem moradias reformadas pelo ‘Casa Manauara’

    O prefeito de Manaus, David Almeida, entregou mais 11 moradias reformadas pelo programa "Casa...

    Pirarucu gera mais de R$ 116 mil em faturamento

    Na feira apoiada pela Fundação Amazônia Sustentável (FAS) em Manaus, manejadores da comunidade Jussara,...