sábado, julho 20, 2024
More
    HomeEm AltaMãe e irmão de Djidja são indiciados por tortura e outros 10...

    Mãe e irmão de Djidja são indiciados por tortura e outros 10 crimes

    Publicado em

    A Polícia Civil do Amazonas indiciou Cleusimar Cardoso e Ademar Farias Cardoso Neto, mãe e irmão da ex-sinhazinha do Boi Garantido, Djidja Cardoso, pelos crime de tortura, tráfico de drogas, charlatanismo, falsificação e outros.

    O inquérito aponta abusos na aplicação de substâncias psicotrópicas como a causa da morte. Outras nove pessoas também foram indiciadas, incluindo funcionários do salão de beleza da família e de uma clínica veterinária.

    Investigação

    A conclusão do inquérito policial foi divulgada nesta quinta-feira (20) pelo delegado Cícero Túlio, do 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP), durante uma entrevista coletiva. A investigação fez parte da Operação Mandrágora, que investigou crimes praticados pela família de Djidja.

    O inquérito revelou que a seita “Pai, Mãe, Vida” foi fundada por membros de um grupo liderado por Cleusimar Cardoso, Ademar Cardoso e Djidja Cardoso. O grupo realizava cultos religiosos nos quais induziam os participantes ao uso de substâncias psicotrópicas, como ketamina e potenay, ambas destinadas ao uso veterinário.

    Também foi descoberto um plano para criar uma clínica veterinária como fachada para adquirir esses medicamentos.

    Crimes de mãe e irmão de Djidja, de acordo com indiciamento da PC-AM

    Ademar Farias Cardoso Neto (irmão de Djidja):

    • Tráfico de drogas
    • Associação para o tráfico de drogas
    • Perigo para a vida ou saúde de outrem
    • Falsificação, adulteração ou corrupção de produtos destinados a fins terapêuticos ou medicinais
    • Aborto provocado sem consentimento da vítima
    • Estupro de vulnerável
    • Charlatanismo
    • Curandeirismo
    • Sequestro e cárcere privado
    • Constrangimento ilegal
    • Tortura

    Cleusimar Cardoso Rodrigues (mãe de Djidja):

    • Tráfico de drogas
    • Associação para o tráfico de drogas
    • Perigo para a vida ou saúde de outrem
    • Falsificação, adulteração ou corrupção de produtos destinados a fins terapêuticos ou medicinais
    • Charlatanismo
    • Curandeirismo
    • Sequestro e cárcere privado
    • Constrangimento ilegal
    • Tortura com resultado morte

    Outros indiciados

    Além de Ademar e Cleusimar, foram indiciadas outras nove pessoas por diferentes crimes. Entre elas, estão Claudiele Santos da Silva, Verônica da Costa Seixas e Marlisson Vasconcelos Dantas — funcionários do salão Belle Femme , Bruno Roberto Lima, ex-namorado de Djidja; Hatus Silveira, personal trainer de Djidja; José Máximo Silva de Oliveira, Savio Pereira e Emicley Araújo — funcionários da clínica veterinária MaxVet, que fornecia cetamina à família.

     

    Últimos Artigos

    Maués ganha murais grafitados com projeto contemplado pela Lei Paulo Gustavo

    Quem visitar a cidade de Maués — a 276 quilômetros de Manaus — agora,...

    Disney Brasil promove festival de incentivo à leitura em Manaus

    Durante o mês de férias escolares, a Disney Brasil realiza o Festival de Histórias,...

    No Brasil, dois celulares são roubados ou furtados por minuto

    O 18° Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgado na quinta-feira (18) pelo Fórum Brasileiro...

    Califórnia veta exigência de notificação escolar sobre mudança de gênero de alunos

    Gavin Newsom, governador da Califórnia, aprovou a lei que proíbe distritos escolares de aprovar...

    Mais artigos como este

    Maués ganha murais grafitados com projeto contemplado pela Lei Paulo Gustavo

    Quem visitar a cidade de Maués — a 276 quilômetros de Manaus — agora,...

    Disney Brasil promove festival de incentivo à leitura em Manaus

    Durante o mês de férias escolares, a Disney Brasil realiza o Festival de Histórias,...

    No Brasil, dois celulares são roubados ou furtados por minuto

    O 18° Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgado na quinta-feira (18) pelo Fórum Brasileiro...