terça-feira, maio 28, 2024
More
    HomePoderBrasilSenado aprova intervenção federal na segurança pública do DF

    Senado aprova intervenção federal na segurança pública do DF

    Publicado em

    spot_img

    O Senado aprovou, nesta terça-feira (10), a intervenção federal na segurança pública do Distrito Federal (DF), decretada pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva no último domingo (8). A votação foi rápida e simbólica, ou seja, sem o uso do painel eletrônico para a contagem dos votos. Entretanto, oito senadores apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) anunciaram que são contrários à medida.

    A sessão foi comandada pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), que interrompeu as férias na França e ontem retornou a Brasília. O texto já tinha obtido aprovação ontem (9) pela Câmara dos Deputados.

    Apesar de já estar em vigor desde domingo (8), a intervenção precisava ser confirmada pelo Congresso Nacional.

    O relator da matéria na Casa, senador Davi Alcolumbre (União-AP), ressaltou a necessidade da medida, que classificou de “excepcional e dura, mas necessária, face aos atos gravíssimos de vandalismo ocorridos no domingo no Distrito Federal, que, infelizmente, todos presenciaram, permeados pela completa desordem, sim, desordem pública e insegurança para toda a população”, disse Alcolumbre.

    A intervenção na segurança pública do Distrito Federal vale até 31 de janeiro de 2023, com o objetivo de encerrar o “grave comprometimento e invasão de prédios públicos”.

    A medida segue para promulgação no Congresso Nacional.

    Votaram contra a medida os senadores:

    • Flávio Bolsonaro (PL-RJ);
    • Carlos Viana (PL-MG);
    • Carlos Portinho (PL-RJ);
    • Luiz Carlos Heinze (PP-RS);
    • Eduardo Girão (Podemos-CE);
    • Plínio Valério (PSDB-AM)
    • Styvenson Valentim (Podemos-RN);
    • Zequinha Marinho (PL-PA).

    Interventor

    O secretário executivo do Ministério da Justiça, Ricardo Capelli, foi nomeado interventor e terá o controle operacional de todos os órgãos distritais de segurança pública no período. Ele será responsável por todas as atividades com relação direta ou indireta com a segurança no Distrito Federal.

    Capelli estará subordinado ao Executivo federal e poderá requisitar recursos financeiros, tecnológicos, estruturais e humanos do DF e de órgãos civis e militares da administração pública federal para atingir os objetivos da intervenção.

    Leia mais:
    Brasília contabiliza estragos após ataque aos Três Poderes
    Forças de Segurança do Amazonas retiram acampamento em frente ao CMA
    Explicando: crimes pelos quais bolsonaristas radicais podem ser enquadrados

    Últimos Artigos

    Procon-AM orienta sobre pacotes turísticos para o Festival de Parintins

    O 57º Festival de Parintins está se aproximando, acontecendo nos dias 28, 29 e...

    Luminárias de LED do Programa Ilumina+ Amazonas são produzidas na ZFM

    Os produtos têm garantia de cinco anos e contribuem para a geração de cerca...

    PF deflagra operação contra contrabando e lavagem de dinheiro em tabacarias

    Na manhã desta terça-feira (28), policiais federais cumpriram 27 mandados de busca e apreensão...

    Manaus tem primeira pré-candidata não binária à Câmara Municipal

    Álex Sousa, Ativista pelos Direitos Humanos, Lança Pré-Candidatura pelo PSOL O Partido Socialismo e Liberdade...

    Mais artigos como este

    Procon-AM orienta sobre pacotes turísticos para o Festival de Parintins

    O 57º Festival de Parintins está se aproximando, acontecendo nos dias 28, 29 e...

    Luminárias de LED do Programa Ilumina+ Amazonas são produzidas na ZFM

    Os produtos têm garantia de cinco anos e contribuem para a geração de cerca...

    PF deflagra operação contra contrabando e lavagem de dinheiro em tabacarias

    Na manhã desta terça-feira (28), policiais federais cumpriram 27 mandados de busca e apreensão...