PF desvenda origem do áudio falso contra prefeito

0
45
A PF identificou que o áudio difamatório contra o prefeito de Manaus foi gerado por um designer associado a três empresas de publicidade.
Foto: ilustração

A Polícia Federal (PF) identificou que o áudio difamatório contra o prefeito de Manaus, David Almeida, foi gerado por um designer associado a três empresas de publicidade da região.

Operação Nirmata

A operação, denominada Nirmata, foi desencadeada nesta sexta-feira (9) e busca identificar os responsáveis por elaborar o áudio por meio de inteligência artificial.

Conteúdo criminoso

O áudio de sete segundos, que difamava o prefeito após protestos de professores, foi disseminado nas redes sociais em dezembro de 2023.

De acordo com o delegado Rafael Grummt, que coordena as investigações, o áudio foi produzido profissionalmente em um computador especializado, indicando uma intenção clara de difamação.

As empresas envolvidas já possuem vínculo eleitoral com grupos políticos, conforme revelado por Grummt.

Nove mandados de busca e apreensão

A PF cumpriu nove mandados de busca e apreensão em relação ao designer, às empresas de publicidade, sócios das empresas e compartilhadores da notícia falsa.

Identificação dos mandantes

As investigações continuam para ouvir o designer responsável e identificar os possíveis mandantes da ação difamatória. Outras pessoas envolvidas também serão interrogadas.

A OAB-AM participou das diligências, pois dois advogados foram alcançados pela operação. O objetivo é preservar a integridade profissional dos advogados envolvidos.

(Colaboraram Teófilo Benarrós de Mesquita e Murilo Rodrigues)

Com informações do Atual*