Prefeitura e governo federal firmam convênio de R$ 78 milhões

0
90
David Almeida, assinou em parceria com o governo federal, convênios para garantir o avanço em áreas como infraestrutura e mobilidade urbana.
Texto: Beathriz Torres / Semcom Foto: Dhyeizo Lemos / Semcom

prefeito de Manaus, David Almeida, assinou em parceria com o governo federal, por meio da Caixa Econômica Federal, os termos de convênios para garantir o avanço em áreas como infraestrutura e mobilidade urbana na capital amazonense, que totalizam R$ 78 milhões.

Os convênios são fruto de Emenda Parlamentar do senador Eduardo Braga, em colaboração com ministérios da Integração e Desenvolvimento Regional (MIDR) e o das Cidades (MCidades).

As emendas foram disponibilizadas para 21 municípios do Amazonas, mas, a maioria, é para a capital, para obras de infraestrutura. Para o prefeito, a iniciativa é de suma importância para que a gestão municipal possa dar sequência nos projetos de modernização da cidade.

“Manaus está sendo contemplada com a assinatura desses convênios. Em nome da população de Manaus, eu quero agradecer o senador, e quero dizer da importância e do compromisso da cidade de Manaus, da Prefeitura de Manaus, para que o senhor possa continuar trabalhando, continuar nos representando e, acima de tudo, melhorando a qualidade de vida do povo do Amazonas. Esses recursos servirão para melhorar a qualidade de vida da população da zona urbana de Manaus e também da zona rural”, disse Almeida durante a ação realizada na Caixa Econômica Federal de Manaus, no centro da cidade.

Neste primeiro momento, o convênio prevê R$ 23 milhões para pavimentação viária na zona urbana de Manaus e R$ 26 milhões do Ministério das Cidades para pavimentação de vias urbanas na zona Norte.

Através do Ministério da Integração e Desenvolvimento Regional, serão destinados também R$ 26 milhões para a recuperação viária de ramais na zona rural de Manaus, e R$ 500 mil para a construção de cobertura de quadra poliesportiva na comunidade São Francisco do Caramuri.

“Quero dizer que contem conosco, ano que vem, se Deus quiser, vai ser melhor, nós não vamos poder fazer mais, nós vamos poder multiplicar mais. Quero dizer que se Deus quiser, no ano que vem nós vamos estar de novo aqui na Caixa Econômica assinando mais contratos, assinando mais convênios e fazendo mais pelo povo do Amazonas”, disse o senador.