Manicoré se torna autossuficiente com usina de gás hospitalar

0
158
O município de Manicoré (AM) se torna autossuficiente em produção de oxigênio hospitalar ao ganhar uma usina neste final de semana.
Foto: Diego Peres/Secom

O município de Manicoré (AM) se torna autossuficiente em produção de oxigênio hospitalar ao ganhar uma usina neste final de semana. A entrega foi feita pelo governador Wilson Lima (PSC). Manicoré fica 332 quilômetros distante de Manaus

A usina tem capacidade de produção de 13 metros cúbicos por hora (m³/hora).

O equipamento foi adquirido pelo Governo do Amazonas para ampliar a geração e oferta de oxigênio no Hospital Regional de Manicoré.

Atualmente, o estado conta com 38 usinas em funcionamento, distribuídas em 27 municípios, incluindo a capital. Desse total, oito usinas estão instaladas na capital e 30 no interior.

Durante a entrega da usina, Wilson Lima destacou os investimentos do estado na saúde e infraestrutura de Manicoré.

“Há muitos investimentos que nós estamos fazendo aqui. Só neste mês, nós estamos passando a última parcela do FTI, que é um recurso destinado para área da saúde, algo em torno de R$ 800 mil. Nós estamos entregando uma usina de oxigênio que custou aproximadamente R$ 500 mil. Já fizemos um convênio de R$ 17 milhões para pavimentação de quatro bairros do município”, ressaltou o governador.

Fundo de Fomento 

O total de recursos do Fundo de Fomento ao Turismo, Infraestrutura, Serviços e Interiorização do Desenvolvimento do Amazonas (FTI) enviado para os municípios já soma R$ 123,4 milhões, em 2021.

Os valores foram repassados para as prefeituras em quatro parcelas.

Além de secretários de Estado, acompanharam o governador os deputados estaduais João Luiz, Joana Darc, Adjunto Afonso, Roberto Cidade, Cabo Maciel e Dr. Gomes.

Usinas instaladas

Ao todo, o governo pretende instalar 72 usinas de oxigênio. Desse total, 29 usinas estão em processo de aquisição (20 para a capital e 9 para o interior) e mais cinco usinas estão em fase de instalação, sendo duas na capital e três no interior.

Os equipamentos somam aquisições do Governo do Estado, Governo Federal e prefeituras, além de doações de instituições privadas e organizações não governamentais (ong).

As implantações de usinas de oxigênio são ações do Governo do Amazonas por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), coordenadas pelo Núcleo de Modernização da Infraestrutura da Saúde (Infrasaúde), que visita os municípios e realiza as adaptações na estrutura das unidades de saúde para recebimento dos equipamentos.

Mais equipamentos

A previsão é que, neste mês, o governador faça a entrega de uma usina com capacidade de produção de 13 metros cúbicos por hora (m³/hora) para o Serviço de Pronto Atendimento (SPA) São Raimundo, na zona oeste da capital.

O equipamento foi remanejado da enfermaria de campanha montada pelo Exército Brasileiro na área externa do Hospital Delphina Aziz, desmobilizada em abril deste ano.

Além da usina, o SPA receberá um tanque de oxigênio com capacidade 1,7 mil metros cúbicos por hora (m³/hora), instalado pela empresa White Martins Gases.

Leia mais:
Consumo de Gás Natural Veicular volta a subir pelo sétimo mês consecutivo
Em reunião com Ministério de Minas e Energia, Wilson destaca avanços da produção de gás natural
Em inauguração de usina, Wilson destaca avanços no mercado de gás

Mais informações.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui