Uma semana após filiação de Bolsonaro, Marcelo Ramos anuncia saída do PL

0
136
(Foto: Divulgação)

Uma semana após o presidente Jair Bolsonaro filiar-se ao Partido Liberal com uma cerimônia envolvendo autoridades e parlamentares da base governista, um de seus opositores mais famosos, o vice-presidente da Câmara dos Deputados, Marcelo Ramos, anunciou que irá deixar a sigla durante coletiva de imprensa nesta terça-feira (07).

O deputado federal já havia declarado a sua insatisfação com a filiação de Bolsonaro.
“Eu sempre deixei claro a minha incompatibilidade de ser do mesmo partido que o presidente Bolsonaro não por nenhuma antipatia de cunho pessoal, mas considero que ele não é o melhor para o futuro do país”, comentou Ramos.

O principal motivo é a divergência política e doutrinária. O deputado federal informou que ele e o presidente do Partido Liberal, Valdemar Costa Neto, entraram em comum acordo. Uma carta autorizando a desfiliação do vice-presidente da Câmara foi feita e assinada pelo presidente do PL.

Ramos explicou que ajuizará uma Ação Declaratória de Justa Causa no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Na quinta-feira passada (02), a Corte entendeu que a simples apresentação da carta não é motivo suficiente para a justa causa. Se caso não conseguir, o parlamentar esperará o período da janela partidária começar.

Além disso, Ramos conseguiu manter o mandato e seu cargo na Mesa Diretora da Câmara dos Deputados. A vice-presidência é do partido, mas este renunciou na carta assinada por Valdemar Costa Neto.

O Deputado Federal conversou com representantes de algumas siglas, mas vetou qualquer partido que seja da mesma base do presidente. Ele não disse para quais partidos deve ir. O parlamentar frisou que seguirá seu mandato de forma independente e categorizou sua saída como um ‘divórcio amigável’.

“Meu mandato segue um mandato independente que hora votará contra o presidente, hora votará a favor. E que entende que o presidente Bolsonaro não é o melhor para o país respeitando as divergências democráticas”, disse.

Marcelo Ramos sinalizou que deve concorrer à reeleição.

Leia mais:
Omar Aziz firma aliança com Marcelo Ramos ‘grande aliado’

Marcelo Ramos pede cópia dos pedidos de impeachment contra Bolsonaro
Marcelo Ramos rebate Bolsonaro sobre fundão eleitoral

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui