Governo exonera delegado e investigadores presos em operação

0
296
Operação da PF (Foto: Reprodução/Rede Amazônica)

O Governo do Amazonas vai exonerar os servidores estaduais investigados na operação “Garimpo Urbano”, deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado (Gaeco), nesta sexta-feira(9). Um dos presos na operação é o secretário adjunto de inteligência (Seai), delegado Samir Freire.

Em nota, o Executivo informou que os servidores serão afastados dos cargos e exonerados das funções.

“O Governo do Estado ressalta que condutas ilícitas de qualquer servidor público estadual não são toleradas e que vai colaborar com as investigações, prestando todas as informações necessárias aos órgãos de fiscalização e à Justiça”, disse.

A operação “Garimpo Urbano” foi deflagrada no Amazonas e no Pará, pela Polícia Federal e Ministério Público do Estado, e investiga o suposto envolvimento de agentes públicos ligados a cúpula da Secretaria de Segurança (SSP-AM) na subtração de ouro, mediante graves ameaças dirigidas aos transportadores do metal.

As vítimas seriam monitoradas e abordadas mediante o uso da estrutura e pessoal da Seai, conforme apontou as investigações. No total, foram cumpridos quatro mandados de prisão temporária e dez de busca e apreensão.

Foram detidos três investigadores da Polícia Civil, além do secretário adjunto da Seai, delegado Samir Freires. Todos foram encaminhados para sede do MP-AM.

Leia mais:
Wilson Lima anuncia concurso público para polícia com 2,5 mil vagas

Prefeitura estuda ampliar a modalidade de educação integral
Governo do Amazonas recebe 15.200 doses de vacinas CoronaVac

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui