Proposta inclui psicólogos e assistentes sociais nas escolas de Manaus

0
903
(Foto: ilustração/Reprodução)

Entrou em tramitação na Câmara Municipal de Manaus (CMM), o projeto de Lei 170/2021, de autoria do vereador Fransuá (PV), que quer tornar obrigatória a oferta de serviços psicológicos e de serviço social em escolas da rede pública de ensino da capital amazonense.

O objetivo da propositura, de acordo com o autor, é de apoiar e orientar os alunos e suas famílias, em busca de melhores alternativas para o processo de aprendizagem e socialização. “A escola é um lugar onde se aprende não apenas português e matemática, mas, um ambiente onde se cria os primeiros vínculos sociais e se convive com pessoas de diferentes realidades e personalidades. Dessa forma, é importante o cuidado com a saúde mental das crianças”, explica Fransuá.

Ainda, de acordo com a justificativa ao projeto, além da melhoria no processo de ensino, os serviços serão voltados à identificação de alunos com necessidades educacionais especiais, vítimas de violência doméstica, assédio moral, bullying, violência sexual, e alunos que possuam transtornos psicológicos pós-covid.

“A oferta de serviços psicológicos e de serviços sociais vai construir uma ponte que interliga a família e a escola com a intenção de suprir as necessidades dos alunos, evitando assim, outros problemas sociais como a evasão e o abandono escolar”, informou o parlamentar.

Leia mais:
Câmara de Manaus aprova empréstimo de R$ 470 milhões para Prefeitura 
Aleam vota proibição de suspensão de telefonia por falta de pagamento
Virou lei: guinchar veículo com responsável no local será proibido

Por Cíntia Ferreira, do Portal Projeta
*Com informações da assessoria

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui