Manaus é considerada modelo no combate ao sarampo

0
333
A vacina contra o sarampo é eficaz em cerca de 97% dos casos. (foto: reprodução)

Cidade viveu surto de sarampo em 2018. Último caso da doença foi registado em janeiro deste ano.

O município de Manaus não registra nenhum caso de sarampo há quase 200 dias. O último caso foi confirmado no dia 31 de janeiro deste ano, após 11 meses de intenso trabalho da Secretaria Municipal de Saúde para conter a doença. No dia 3 de junho, o prefeito Arthur Virgílio Neto e o secretário Municipal de Saúde, Marcelo Magaldi, anunciaram, inclusive, o fim do maior surto de sarampo da história.

A disseminação do sarampo no país, neste momento, tem preocupado principalmente o estado de São Paulo. O Ministério da Saúde contabilizou até o momento 1.226 casos da infecção entre 12 de maio e 3 de agosto. Do total, 1.220 estão concentrados em SP, 4 no Rio, 1 na Bahia e outro, no Paraná.

Manaus está sendo considerada modelo no combate à doença por conseguir eliminar a disseminação da doença e vacinar 100% a população em apenas 11 meses. Entre os dias 12 e 15 de agosto, profissionais da Secretaria Municipal de Saúde da capital amazonense estiveram em São Paulo para fazer uma apresentação do Sistema de Informação Track, criado pelos próprios servidores, com o objetivo de auxiliar no combate ao sarampo. A apresentação foi organizada a partir de convite da Organização Pan Americana de Saúde (Opas).

“Fico muito feliz com os resultados que Manaus vêm obtendo. A Opas, que tive a honra de trabalhar com ela e cuidar de seus assuntos junto ao Brasil quando eu era diplomata e estava servindo o Itamaraty, requisitou quatro servidores nossos para mostrar em São Paulo nossa expertise no combate ao sarampo, porque lá, no momento, um surto muito forte se apresenta”, declara o prefeito Arthur Virgílio Neto.

Sobre o sistema

O Track, criado pelos próprios servidores de Manaus, foi uma das estratégias utilizadas, como um sistema de captação de dados do paciente, para o monitoramento em tempo real de todos os casos notificados, permitindo maior agilidade na tomada de decisões para o controle do sarampo.

Apesar da eficácia, a ferramenta utilizada por Manaus não será a mesma utilizada por São Paulo, por conta da dimensão do Estado, que possui dez vezes mais habitantes do que o Amazonas. O Track funcionará como um modelo a ser reproduzido.

Prevenção da doença

A única forma de prevenir a disseminação da doença é por meio da vacinação. A vacina contra o sarampo é eficaz em cerca de 97% dos casos. Ela deve ser aplicada em duas doses, a partir de um ano de vida do bebê. Mulheres grávidas, indivíduos imunossuprimidos e adultos que não foram vacinados e não tiveram a doença na infância também devem tomar a dose.

É primordial que os pais não se descuidem do programa de vacinação dos filhos. O sarampo é uma doença grave que pode levar a morte. Todos os postos de saúde dispõem da vacina em todos os meses do ano. Se tiver dúvida se recebeu a dose da imunização, procure a Unidade de Saúde mais próxima de sua casa. A prevenção ainda é o melhor remédio.

> Acesse aqui a localização das unidades de Saúde de Manaus.

Por Cíntia Ferreira, do Portal Projeta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui