Governo anuncia Projeto para Distrito Agroindustrial em Rio Preto da Eva

0
501

Um projeto para instalação de um Distrito Agroindustrial em Rio Preto da Eva deve ser entregue até o dia 28 de junho. O centro de industrialização irá trabalhar com polpa de frutas, pescado, extratos naturais e fitoterápico, além de beneficiamento de madeira, móveis e mineração que pretende abrir cerca de 3 mil empregos diretos e outros 8 mil indiretos no município.

Então envolvidos no projeto a Secretaria de Estado de Planejamento, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Seplancti) e da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa).

O grupo de trabalho formado por técnicos da Prefeitura de Rio Preto, Seplancti, Suframa e Sepror começa a definir, na próxima segunda-feira (25), a resolução de questões legais de regularização fundiária e diretrizes de ocupação, além da delimitação de áreas de produção e fontes de financiamento, entre outros pontos, para a elaboração de um projeto executivo.

A reunião desta terça-feira (19), na Suframa,  definiu os grupos de trabalho que acompanharão o cronograma de atividades e resoluções de normas administrativas, técnica e jurídicas.

Agroindústria

A cidade de Rio Preto da Eva fica distante da capital a 60 quilômetros e já tem instalada pequenas agroindústrias de processamento de polpa de frutas, de farinha de tapioca, fábricas de doces, tempero caseiro, charque, e de rações.

Os estudos da prefeitura do município apontam para negócios potenciais nos segmentos de processamento de açaí, banana, coco, mandioca, pescado, indústria de cerâmica, biojoias e mineração. O turismo, pela proximidade com a capital, é outro setor a ser explorado.

Cerca de 58% do Distrito Industrial da Suframa (DAS), uma das zonas de incentivos fiscais administrada pela autarquia, tem área de abrangência em Rio Preto da Eva, de acordo com informações do órgão.