Deputados do AM cobram segurança em escolas após ataque em Suzano

0
440
Professor de carreira no magistério público, Sinésio Campos (PT) abriu a discussão. Ele advertiu para o fato de que a violência não está distante de Manaus e de nenhuma escola no Brasil. Em seguida, falou da preocupação que pais e educadores devem ter com os hábitos da juventude, que hoje estaria espelhada na violência difundida na internet e jogos virtuais.

Para a presidente da Comissão de Educação da Aleam, deputada Therezinha Ruiz, o momento é de muita tristeza, “diante da tragédia e da insegurança que ronda as nossas escolas nesses momentos em que jovens, cujas famílias nem sequer sabem o que estão fazendo, praticam atos de tanta violência”. Ela também apelou às autoridades para se preocuparem mais com a segurança escolar.

O deputado Fausto Junior (PV) defendeu uma educação mais humanizada para as crianças e jovens, além de garantia de segurança física e mental, com seguranças, psicólogos e assistentes sociais presentes nas escolas, a fim de dar mais qualidade de vida para profissionais e alunos.

Belarmino Lins (PP) lamentou a tragédia e a insegurança nas escolas. A deputada Joana Darc (PR) disse que a chacina de Suzano trouxe tristeza para todo o Brasil e concordou com a necessidade de melhorias nas escolas e valorização dos profissionais da educação.