Vitória esmagadora de Josué Neto expõe a falência da “escola antiga de se fazer política” de Amazonino Mendes

0
723

No início do mês, Amazonino Mendes surpreendeu ao tentar articular um volta ao poder na figura do Deputado Estadual Berlamino Lins (PP). Acostumado ao poder e ainda ressentido com a derrota para o atual governador Wilson Lima (PSC), Amazonino tentou emplacar a candidatura de Belão a presidência da ALEAM, com reuniões secretas que sempre marcaram seus governos.
No entanto, com 17 votos declarados dos 24 possíveis para Josué Neto à Presidência da Assembleia Legislativa, parece improvável que até o dia 1º de fevereiro, data da eleição, aconteça alguma surpresa. De forma conciliadora, Josué conseguiu reunir duas escolas de deputados: aqueles de mandatos consecutivos, com aqueles dotados de juventude (leia-se juventude como políticos novos) que parece ser a tônica da política nacional.
Aparentemente, o “candidato do povo” além de perder o povo, anda perdendo também sua força política.