Com propaganda de Bolsonaro, venda de cloroquina subiu 47%

0
318
A venda de cloroquina subiu 47%. Por exemplo, passou de 1.553.878 embalagens vendidas em 2019, para 2.296.693, no ano passado.
Foto: Carolina Antunes/PR

Mesmo ineficaz contra a Covid-19, a venda de cloroquina subiu 47%. Por exemplo, passou de 1.553.878 embalagens vendidas em 2019, para 2.296.693, no ano passado.

Além disso,  hidroxicloroquina e azitromicina também venderam muito além do normal no ano passado. Em suma, os dados foram consolidados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) No entanto, a alta começou há seis anos.

Desde o início da pandemia no Brasil em 2020, o presidente Jair Bolsonaro tem sido o principal defensor do uso dos medicamentos como forma de tratamento precoce contra a doença.

Apesar disso, o Ministério da Saúde chegou a emitir nota admitindo a ineficácia do kit covid.

Leia mais:
Contrariando Bolsonaro, Queiroga diz que cloroquina não tem eficácia
Ministério da Saúde contraindica uso de cloroquina em pacientes com Covid
Mandetta: Bolsonaro queria que Anvisa mudasse bula da cloroquina

Mais informações. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui