Arthur pode não disputar as prévias do PSDB por falta de apoio, diz jornal

0
184
O prefeito de Manaus, Arthur Neto, voltou a dizer, mais uma vez sem apresentar provas, que o número de mortos por covid-19 é maior que o informado.
Foto: Semcom/ilustração

O ex-prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB), não deve ter êxito ao se lançar como pré-candidato do partido PSDB à presidência, conforme cogita o jornal o Estado de S. Paulo (Estadão) de terça-feira(27).

O jornal, de circulação nacional, abordou o teto de gastos que o PSDB estabeleceu para os pré-candidatos à presidência disputarem a campanha de prévias na sigla. O partido trabalha com orçamento de até R$ 1,5 milhão do fundo partidário para cada candidato, entretanto o valor não foi definido oficial porque ainda não há informações de quantos serão inscritos.

A disputa interna inicia no próximo dia 21 de novembro e deve se afunilar entre os governadores João Doria (SP) e Eduardo Leite (RS).

Já Arthur, que vem manifestando  o desejo de disputar a presidência pelo partido, deve ser deixado de lado por não ter apoio o suficiente.

“O ex-prefeito de Manaus, Arthur Virgílio, que também se coloca como pré-candidato do partido ao Palácio do Planalto, dificilmente conseguirá cumprir a regra que estabelece um mínimo de apoio nas bancadas: 1/3 dos deputados e 1/3 dos senadores”, afirma o jornal.

Procurado pela reportagem, Arthur deve se manifestar em breve sobre o assunto.

Leia mais:
Vereador que humilhou professor em Manacapuru é levado à Justiça

Vereador cede à pressão e desiste de mudar nome da praça ‘Nestor Nascimento’
Bancada do AM se contradiz e é favorável ao veto do ‘fundão eleitoral’

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui