Vacinação de profissionais da saúde será suspensa temporariamente

0
153
A suspensão temporária da campanha de vacinação contra a Covid-19 para os profissionais de saúde em Manaus, vai durar um dia.
Foto: Reprodução da internet

Em reunião virtual das Secretarias de Saúde do Estado (SES-AM) e Municipal (Semsa-Manaus), nesta quarta-feira (20/01), com os órgãos de controle, ficou decidida a suspensão temporária da campanha de vacinação contra a Covid-19 para os profissionais de saúde da capital. A suspensão, que vai durar um dia, é para uma reformulação da campanha nas unidades de saúde, levando em consideração a quantidade insuficiente de doses de vacina disponibilizadas nessa primeira fase pelo Ministério da Saúde, que corresponde a 34% dos profissionais da área de Saúde no Estado.

Nesta quinta-feira (21/01) serão discutidos critérios que vão definir quais são os profissionais que terão prioridade para receber essas primeiras doses e quais as unidades de saúde prioritárias. A decisão sairá do Comitê de Resposta Rápida de Enfrentamento da Covid-19, integrado pelos três níveis de gestão – federal, estadual e municipal. E, após isso, as unidades de saúde deverão enviar a lista nominal dos profissionais, com o setor em que cada um trabalha, para a Semsa reprogramar a vacinação nas unidades.

Os participantes da reunião chegaram ao consenso que, neste primeiro momento, deve ser priorizado aquele profissional que está mais exposto ao novo Coronavírus e que nessa exposição corre mais risco de morte. A orientação é de que a prioridade deva ser dada aos profissionais das unidades de referência, de média e alta complexidade, que tenham contato direto com pacientes com Covid-19, levando em conta fatores como comorbidade e a idade.

A Semsa Manaus comprometeu-se em suspender as vacinas nesta quinta-feira nas unidades básicas de saúde, para que seja feita a reprogramação da campanha, e retomar o trabalho na sexta-feira. A exceção é para os profissionais do Samu, única categoria que vai receber a vacina amanhã.

Também ficou definido que será garantida a segunda dose para os profissionais que já foram vacinados até esta quarta-feira (20/01).

Participaram da reunião representantes da Semsa Manaus, da SES-AM, das unidades de saúde, do Ministério Público Estadual, do Ministério Público Federal, da Defensoria Pública Estadual, da Defensoria Pública da União e do Ministério Público do Trabalho.

Leia mais:
Dificuldade de acesso agrava crise sanitária em Manaus, diz prefeito
“A esperança chegou”, anuncia prefeito David Almeida
Pazuello foi avisado até pela cunhada que Manaus viveria caos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui