Cientistas estudam variante do coronavírus com origem no AM

0
79
(Foto: Douglas Magno / AFP)

Cientistas estudam variante do coronavírus com origem no AM

A Fundação Oswaldo Cruz Amazônia (Fiocruz) tem realizado pesquisas para confirmar a origem de uma nova variante do coronavírus, que pode ter surgido no Amazonas. A nova variação do vírus foi encontrada em pacientes japoneses, que retornaram ao Japão após viagem ao Amazonas.

As mutações achadas no vírus, até então inéditas, criaram o que deve ser uma provável nova linhagem brasileira. Os dados da pesquisa apontam que a linhagem B.1.1.28, que está presente em todo o país e que é a mais frequente no Amazonas, sofreu uma série de mudanças desde o seu aparecimento.

Ainda é cedo para ter certeza, segundo os cientistas, mas as mutações encontradas podem significar que essa nova linhagem tem maior poder de transmissão, visto que duas importantes mutações foram descritas simultaneamente na proteína que faz a ligação do vírus às células e esta é relacionada a capacidade de transmissão da doença.

De acordo com o pesquisador da Fiocruz Amazônia que coordena os estudos, Felipe Naveca, o sequenciamento do vírus feito no Japão foi comparado com as amostras existentes no banco de dados do Amazonas, coletadas entre abril e novembro do ano passado.

“É importante explicar às pessoas que as mutações ocorrem de forma natural nos vírus, e algumas poucas dão vantagens a ele. É uma evolução natural do vírus. A gente sempre alertava que, quanto mais um vírus infecta as pessoas, mais vai evoluir. Mas isso não quer dizer que cause doença mais grave, talvez que ele seja melhor transmitido”.

Leia mais:
AM testa aplicativo para diagnóstico rápido da Covid-19
Em Manaus, Pazuello diz que todos os estados são prioridade para vacina
“Coronavírus no Amazonas é mais que segunda onda, é um tsunami”

Por Cíntia Ferreira, do Portal Projeta
*Com informações O Tempo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui