David venceu em oito zonas eleitorais e Amazonino em cinco

0
196
O prefeito eleito de Manaus, David Almeida, venceu em oito zonas eleitorais, enquanto Amazonino Mendes, liderou nas outras cinco zonas eleitorais.
Amazonino Mendes (Podemos) e David Almeida (Avante) disputaram o 2º turno em Manaus. — Foto: Arte/G1 AM

O prefeito eleito de Manaus, David Almeida, do Avante, venceu em oito zonas eleitorais, enquanto Amazonino Mendes, do Podemos, liderou nas outras cinco zonas eleitorais da capital. É o que mostram os dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre o 2º turno das eleições municipais deste domingo (29).

David obteve 466.970 votos, ou seja, 51,27% da preferência do eleitorado manauara. Já o ex-governador conseguiu 443.747, ou seja, 48,73%, resultando numa diferença de 23.223 mil votos entre os dois.

O novo prefeito venceu na maior zona eleitoral da capital (63ª) e nas zonas Leste e Norte, as mais populosas da cidade. Amazonino Mendes levou na área rural e bairros da Zona Oeste, além do Centro.

O mapa da apuração por zonas eleitorais, em Manaus, mostra uma cidade dividida. Entretanto, o número de eleitores nesses locais foi o fator determinante para o resultado.

O melhor desempenho de David foi na 31ª zona eleitoral, que compreende os bairros da Betânia, Crespo, Educandos, Morro da Liberdade, dentre outros da Zona Sul. Lá, o prefeito eleito obteve 58,05% dos votos, contra 41,95% de Amazonino.

A segunda melhor votação dele foi na 68ª, que reúne Jorge Teixeira, Puraquequara e comunidades da Zona Rural do Rio Amazonas, com 54,59% dos votos.

O pior desempenho do novo governante aconteceu na 1ª zona, onde ele conseguiu 45,05% dos votos, contra 54,95% de Amazonino. O local reúne eleitores da área central da cidade e bairros da Zona Centro-Sul.

Fonte: TSE

Já o ex-governador Amazonino Mendes teve a melhor votação na 1ª zona eleitoral, com 54,95%, onde David teve o pior desempenho.

A segunda melhor votação do candidato do Podemos foi na 2ª região, que reúne os bairros do Aleixo, Flores e Parque 10, com 53,61% dos votos válidos.

O ex-governador teve o pior desempenho na 31ª zona, onde arrastou 41,95% da preferência do eleitorado manauara.

A zona eleitoral com o maior número de eleitores aptos a votar este ano, segundo o Tribunal Regional Eleitoral do Estado (TRE-AM), foi a 63ª, que compreende os bairros Gilberto Mestrinho, São José e Tancredo Neves, com 121.453 mil eleitores. Lá, David Almeida – que já tinha vencido no 1º turno – manteve a liderança com 54,44% dos votos, contra 45,46% de Amazonino.

Primeiro turno

No primeiro turno, o candidato Amazonino Mendes (Podemos) venceu em nove zonas eleitorais, enquanto o oponente David Almeida (Avante) liderou nas outras quatro.

Amazonino levou na 1ª, 2ª, 32ª, 37ª, 40ª, 58ª, 62ª, 65ª e 70ª, enquanto David liderou na 31ª, 59ª, 63ª e 68ª zonas eleitorais. O ex-governador teve 234.088 votos, o que representa 23,91% do total, enquanto o ex-deputado somou 218.929 votos, o equivalente a 22,36%.

Leia mais:
David deixa secretaria de obras nas mãos do vice reeleito Rotta 
Políticos do Amazonas parabenizam David Almeida pela vitória
Presidente Bolsonaro não elege nenhum prefeito de capital

Com informações do G1*

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui