Prefeito de Itacoatiara está fora da disputa pela própria sucessão

0
240
O prefeito de Itacoatiara, Antonio Peixoto (PT) não poderá disputar a própria sucessão.O juiz Saulo Goes Pinto, indeferiu o registro de candidatura dele.
Foto: BNC Amazonas

O prefeito de Itacoatiara, Antonio Peixoto (PT) não poderá disputar a própria sucessão.

O juiz Saulo Goes Pinto, da 3ª Zona Eleitoral de Itacoatiara, indeferiu o registro de candidatura dele.

De acordo com o magistrado, a condenação de Peixoto no Tribunal de Contas da União (TCU) por irregularidades na aplicação de recursos da educação no ano de 2009 é “insanável”.

Entre as irregularidades, por exemplo, está a compra de gasolina de uma empresa que trabalha somente com terraplanagem e recuperação de ruas e avenidas. Há ainda outras despesas sem comprovação da aplicabilidade do recurso.

“Por irregularidade insanável, por configurar ato doloso de improbidade administrativa indefiro o pedido de Requerimento de Registro de Candidatura de Antonio Peixoto para participar do Pleito Eleitoral Municipal de 2020, para o cargo pleiteado, não estando apto a receber votos e exercer mandato representativo”, diz a sentença proferida nesta quarta-feira, dia 4.

Além disso, o juiz pede que Peixoto fique inelegível pelos próximos oito anos.

O prefeito ainda pode recorrer ao Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) e até ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Mas, por enquanto, fica impedido de fazer campanha.

Leia mais:
David promete zerar fila de espera na rede municipal de saúde
Governo anuncia criação de Central de Segurança Alimentar
Candidatos de Manaus fazem propostas para melhorar o ensino básico

Com informações do Portal BNC Amazonas*

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui