Cirurgias no período noturno visam reduzir internações no Amazonas

0
160
Cirurgias no período noturno visam reduzir internações no Amazonas
Cirurgias no período noturno visam reduzir internações no Amazonas (Foto: Portal Marcos Santos)

Cirurgias no período noturno visam reduzir internações no Amazonas

O Governo do Amazonas montou um plano de cirurgias ortopédicas noturnas, com o objetivo de reduzir as internações e desafogar o sistema de saúde do Amazonas. Os procedimentos serão realizados entre 19h e 1h da manhã. Com a ação, a Secretária de Estado de Saúde (SES) espera retirar, em 30 dias, cerca de 180 pacientes dos três principais hospitais e pronto-socorros da capital, que aguardam este tipo de procedimento.

O início do plano foi acompanhado de perto, na última segunda-feira (26), no Hospital e Pronto-socorro 28 de Agosto, pelo secretário de Estado de Saúde, Marcellus Campêlo. Segundo o titular da SES, a meta é realizar três cirurgias por dia. “Estamos iniciando agora um plano emergencial de desospitalização de pacientes que estão, na nossa rede de emergência, ocupando leitos nos hospitais. Estamos utilizando o período noturno, das 19h às 1h, com a meta mínima de três cirurgias por dia”, disse o secretário, que esteve acompanhado da equipe técnica da SES.

Marcellus Campêlo explicou, ainda, que o objetivo é realizar, de segunda a sexta-feira, 15 cirurgias somente no Hospital 28 de agosto, ressaltando que a ação aconteceu paralelamente nos HPS’s João Lúcio e Platão Araújo. De acordo com o secretário, as unidades foram reforçadas com recursos humanos, equipamentos e insumos. O Governo do Amazonas contratou, de forma temporária, pelo período de 30 dias, 85 técnicos de enfermagem para reforçar o quadro das três unidades. Também foram adquiridos materiais, como perfuradores, e houve reforço no abastecimento de órteses, próteses e Materiais Especiais (OPMEs), indispensáveis para a realização dos procedimentos.

O plano de cirurgias noturnas faz parte de um conjunto de medidas implementadas pelo Governo do Amazonas, com o objetivo de reorganizar a rede estadual de saúde e aumentar a capacidade operacional das unidades para o enfrentamento da Covid-19 no período sazonal da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). “Essa ação decorre da necessidade de termos as nossas redes de emergência e urgência com leitos disponíveis para enfrentar o período sazonal de SRAGs. De novembro a junho, temos o período das Síndromes Respiratórias Agudas Graves e este ano, ainda tem o agravante da Covid-19”, enfatizou o secretário.

Ainda, de acordo com o Governo, o plano de cirurgias ortopédicas e o de procedimentos vasculares e vias biliares ocorrerá em etapas, até que o Estado tenha sanado os casos de pacientes internados que necessitem de cirurgias de segundo tempo, aquelas que já não se encaixam no perfil de urgência e que podem ser realizadas de forma programada.

Leia mais:
Programa Saúde Amazonas ampliará em 65% oferta de consultas e exames
Susam alerta sobre falta de pacientes a consultas e exames marcados
Estoque de sangue do Hemoam sofre com queda de 60% de doadores

Por Cíntia Ferreira, do Portal Projeta
*Com informações da SES/AM

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui