Wilson Lima não descarta criação de novo hospital de campanha

0
110
Wilson Lima não descarta criação de novo hospital de campanha em Manaus
Foto: Junio Matos

Em meio ao aumento no número de casos e de internações pela Covid-19 no Amazonas, o governador Wilson Lima não descartou a possibilidade da criação de um novo hospital de campanha em Manaus. Questionado, Lima declarou ainda não ser necessário tal medida, no entanto, deixou em aberto a possibilidade. A declaração foi feita na manhã de hoje (27), durante coletiva de imprensa.

“A gente já começou a discutir. Mas é uma possibilidade que ainda vemos muito remota. Pode ser que aconteça, não descarto. Estamos estudando com o governo federal que em algum momento já havia oferecido para gente a possibilidade que houvesse um hospital de campanha montado pelos recursos federais. Então nós vislumbramos essa possibilidade, sim”, comentou o governador.

A diretora-presidente da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), Rosemary Pinto, declarou preocupação do aumento de casos do interior do Estado, por conta das aglomerações de comícios políticos.

“Nós temos observado um aumento de casos no interior do Amazonas. Alguns deles estão desenvolvendo gravidade e indo a óbito. Principalmente as pessoas que estão indo a comícios, ou entrando em contato com pessoas que participaram destas aglomerações no período eleitoral. Já fizemos uma recomendação ao TRE [Tribunal Regional Eleitoral] e esperamos que sejam cumpridas as exigências sanitárias”, declarou Rosemary.

Feriados

O governador do Amazonas aproveitou o momento para informar que o feriado do servidor público desta quarta-feira (28) foi transferido para esta sexta-feira (30) com o intuito de reduzir aglomerações. Wilson Lima ressaltou também que a decisão da Secretaria Muncipal de Saúde do Amazonas (Semsa) de fechar os cemitérios no dia de Finados foi de extrema importância, porém é necessário um cuidado maior com a atenção básica de saúde lotado pelo município.

“Ficamos preocupados porque um dos fatores que aumentaram a lotação nos hospitais da capital se dá pela insuficiência do atendimento básico de saúde, cuja responsabilidade é da prefeitura”, pontuou o governador.

Leia mais:
Explicando: a vacinação obrigatória no Brasil
Metade dos municípios do AM abandonou boletim diário do coronavírus
Desmatamento e garimpo abriram caminho para Covid em indígenas

*Reportagem A Crítica

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui