AM recebe apoio do Unicef para volta às aulas

0
154
Retomada das aulas presenciais na rede pública estadual d, Manaus que foi bem avaliada pela representante do Unicef no país, Florence Bauer.
Medição de temperatura na entrada da Escola Estadual Dom Pedro II, na capital do Amazonas, o primeiro estado brasileiro a retomar aulas presenciais, em agosto Foto: Sandro Pereira/Fotoarena / Agência O Globo
O governador Wilson Lima se reuniu, nesta quarta-feira (21/10), por videoconferência, com integrantes do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) no Brasil para apresentar as respostas do Estado do Amazonas à pandemia de Covid-19. Um dos temas discutidos foi a retomada das aulas presenciais na rede pública estadual da capital, que foi bem avaliada pela representante do Unicef no país, Florence Bauer.
“O que sempre tenho destacado aqui, no estado, é a necessidade de a gente priorizar aquilo que é importante. A educação para nós é importante, e não faz sentido estarem acontecendo festas, abertura de bares e restaurantes, enquanto salas de aula e escolas estão fechadas. Isso eu não vou permitir que aconteça. É por isso que a gente tem feito um esforço muito grande para retomar as atividades letivas”, afirmou o governador.
Ele destacou que o planejamento da Secretaria de Educação e Desporto para o retorno dos Ensinos Fundamental e Médio segue todas as recomendações e protocolos sanitários definidos pelas autoridades em saúde. Para o governador, a decisão pela retomada das aulas também tem o objetivo de reduzir os riscos de evasão escolar, déficit de aprendizagem e insegurança alimentar entre os alunos.
“Tudo que nós fazemos é de forma muito segura, seguindo as orientações, pedindo informações da área de saúde, para que isso aconteça tanto para os alunos quanto para os profissionais da área de educação, e para que os pais tenham a devida garantia de que os seus filhos estarão protegidos. Então, o trabalho que a gente está fazendo é para diminuir desigualdades, é para combater a fome, para dar oportunidade para as pessoas”, frisou Wilson Lima.
De acordo com a representante do Unicef no Brasil, Florence Bauer, a educação é uma das áreas que mais têm preocupado a organização durante a pandemia, pelos impactos que ela pode ter no futuro de crianças e adolescentes.
“O Unicef vem sensibilizando a sociedade sobre esse impacto tremendo que é o fechamento das escolas, uma medida que foi necessária, mas o que é prioridade agora é a reabertura segura das escolas. Ninguém fala de abrir de um dia para o outro, estamos falando de preparar cada município em função da situação epidemiológica do país. Por isso, ficamos muito interessados e felizes pelo estado do Amazonas ter tomado esse passo de reabertura”, afirmou ela.
Áreas prioritárias – Durante a videoconferência, também foram discutidas as possibilidades de parceria em outras áreas prioritárias, como saneamento básico, saúde e nutrição, nas quais o Unicef se dispõe a apoiar o Governo do Amazonas.
O governador Wilson Lima afirmou que essa aproximação com organismos internacionais é importante para o Estado avançar em muitas frentes essenciais para o bem-estar do povo amazonense.
“É do nosso interesse entender de que forma a gente pode aprimorar mais essa nossa parceria e como é que a gente vai fazer esses avanços. Aqui também estamos à disposição para recepcionar propostas do Unicef que deram certo em outras regiões e adaptar para a nossa realidade”, acrescentou.
A reunião também contou com a participação da coordenadora do Unicef para o território amazônico, Anyoli Sanabria; da chefe do escritório do Unicef em Manaus, Debora Nandja; além de secretários de Estado.
Com informações da Secom*

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui