Amazonino contrata mais despesas do que tem em caixa, informa Justiça Eleitoral

0
147
Foto: Montagem BNC

O candidato a prefeito de Manaus, Amazonino Mendes (Podemos) já contratou mais despesas do que o dinheiro que tem em caixa neste início de campanha eleitoral.

Com R$ 7,2 milhões, Alfredo Nascimento (PL) e José Ricardo (PT) são os prefeituráveis que mais receberam doações até aqui.

Coronel Menezes (Patriota), Alberto Neto (Republicanos) e Romero Reis (Novo) tiraram dinheiro do bolso para investir nas próprias campanhas.

Os dados constam no sistema de Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais, da Justiça Eleitoral.

De acordo com as informações, Amazonino recebeu em doações R$1.470.000,00. O total de despesas contratadas até o momento é de R$1.543.557,80.

Entre os compromissos de campanha assumidos até o momento, o maior é com publicidade e marketing: R$ 1.100.000,00. Em seguida, o corpo jurídico da campanha já tem para receber R$300.000,00.

Os maiores doadores da campanha eleitoral de Amazonino até aqui são a direção municipal do Podemos, que doou R$1.060.000,00; e a direção estadual do PSL, que depositou R$410.000,00.

Maiores doações

Os candidatos Alfredo Nascimento e José Ricardo são os que mais receberam doação de campanha até hoje.

Conforme o DivulgaCand, Alfredo recebeu R$ 6 milhões da direção nacional do PL. E contratou despesas da ordem de R$ 143.044,00.

José Ricardo arrecadou R$1.286.785,82. Destes, R$1.242.000,00 vieram da direção nacional do PT. O candidato tirou do próprio bolso R$24.362,00.

As despesas contratadas pelo petista somam até aqui R$661.467,94. A maior delas é com uma produtora de vídeos.

A campanha de Ricardo Nicolau (PSD) recebeu até aqui recursos de R$ 500.000,00. A doação única é do irmão do candidato e presidente do Grupo Samel, Luis Alberto Nicolau.

Ricardo já contratou R$280.491,54 em despesas. A maior é com uma empresa de serviços gráficos.

O candidato Capitão Alberto Neto (Republicanos) arrecadou para a campanha R$76.000,00. A maior doação, R$ 10.000,00 veio do vice, Orsine Júnior (PMN). O candidato tirou R$ 5.000,00 do próprio bolso.

Alberto Neto já contratou R$14.014,00 em despesas.

O candidato do Patriota, Coronel Menezes, recebeu em doações R$56.668,00. Destes, R$ R$35.000,00 são do próprio bolso.

Suas despesas de campanha contratadas até o momento somam R$739,91.

O mais rico dos candidatos a prefeito de Manaus, Romero Reis (Novo) arrecadou até o momento R$ 50.000,00 para a sua campanha. O recurso veio do próprio bolso. Sua única despesa contratada e paga é de R$ 4.000,00 com o Facebook.

Gilberto Vasconcelos, do PSTU, recebeu R$ 7.000,00 doação pela direção nacional do partido. E até aqui não tem despesa paga ou contratada.

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o limite legal de gastos no 1º turno dos candidatos a prefeito é R$10.227.455,89; no segundo turno, R$4.090.982,36.

Leia mais:
Quase 80% dos prefeitos do Amazonas disputam a reeleição
MP pede cassação de candidatura do prefeito de Humaitá
Juíza eleitoral pede remoção de página anônima no Facebook

Com informações do Portal BNC*

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui