Programa ‘Amazonas Mais Verde’ quer estimular desenvolvimento sustentável

0
66
Foto: Secom

Com o objetivo de fortalecer o desenvolvimento econômico sustentável, o governo do Estado lançou, nesta terça-feira (15), o programa “Amazonas mais verde”. O projeto prevê, ainda, a regularização fundiária e ambiental, como estratégia para conter o avanço do desmatamento e das queimadas, em especial nos municípios do Sul do Amazonas e da Região Metropolitana de Manaus.

O programa terá duração de dois anos e será realizado com base no Plano de Prevenção e Controle do Desmatamento e Queimadas do Amazonas (PPCDQ-AM), lançado no mês de junho pelo Governo. O investimento será na ordem de R$ 56 milhões, em recursos repatriados pela Operação Lava Jato.

“Nós temos três principais eixos: a regularização fundiária; comando e controle, que é o combate às queimadas; e a questão do estímulo à agricultura agroflorestal. Nós estamos trabalhando no combate às queimadas e ao desmatamento, mas também estamos apresentando uma alternativa para o nosso povo, para quem produz e para quem trabalha naquela região. Se você protege o cidadão, você protege a floresta”, afirmou o governador durante o lançamento.

Estão entre as ações que serão implementadas as melhorias no sistema de monitoramento da cobertura vegetal do Amazonas; estruturação e treinamento das forças de segurança que atuam contra os crimes ambientais; regularização de 16 mil lotes de terra em 15 municípios; fomento à piscicultura, pesca manejada do pirarucu e à implantação de 200 hectares de Sistemas Agroflorestais.

Na opinião do secretário da Sedecti, Jório Veiga, o “Amazonas Mais Verde” é promissor porque também permite investimentos e acesso dos produtores do interior à assistência técnica e arranjos agroflorestais eficientes. “O Amazonas precisa muito desse desenvolvimento no sul do estado para reduzir a pressão do desmatamento ilegal, para aumentar a nossa capacidade de produção agropecuária, para fazer toda essa regularização fundiária e dar uma condição de vida melhor a todos os nossos  irmãos que lá vivem. Tudo isso dá a eles a segurança de que o Estado está sempre presente”, frisou o secretário.

Leia mais:
Projeto Mulher Empreendedora alcança mais de dois mil atendimentos em Manaus
Degradação florestal na Amazônia ultrapassa desmatamento, aponta pesquisa

Por Cíntia Ferreira, do Portal Projeta*
*Com informações da Secom/Amazonas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui