Maior escola de Manaus tem retorno tranquilo

0
114
FOTOS: Eduardo Cavalcante

“Direto para a sala. Ninguém nos corredores”. Essa era a orientação do gestor Eliab Vasconcelos, da Escola Estadual Sólon de Lucena, a todos os estudantes que entravam na escola para o primeiro dia de retorno das aulas presenciais, nesta segunda-feira (10/08). A unidade tem o maior quantitativo de alunos em Manaus. Na porta, uma aluna do Grêmio Estudantil aferia a temperatura dos colegas, enquanto os funcionários conferiam o distanciamento para garantir o seguimento dos protocolos.

Do lado de fora, um grupo de cinco amigos matava a saudade após quatro meses sem se ver pessoalmente. Mesmo com o fervor do reencontro, eles mantinham o distanciamento necessário. “Eu dei uma desleixada nos estudos, e aqui na escola é um incentivo para estudar, dá um ânimo a mais para nós, estudantes”, confessa Júlio Oliveira, que é finalista.

A amiga dele, Julie Leite, diz que a pandemia tirou um pouco do foco que ela estava tendo em estudar. Por isso, acredita que voltar às aulas presenciais vai ajudar na preparação para o vestibular. “Não estava mais conseguindo me manter para estudar, para ter aquele foco. Na escola, é diferente, dá mais gosto de estar, de estudar”, opina a finalista, que quer cursar Direito.

A vice-secretária do Grêmio Estudantil, Jennyfer de Castro, estava responsável por medir a temperatura dos colegas na entrada da escola. Ela considera que a medida é fundamental para garantir a segurança e a saúde de todos. A escola é a que têm mais alunos na capital, com mais de 2,6 mil estudantes nos três turnos.

“A gente precisa medir a temperatura para não pôr em risco a saúde dos alunos e dos professores, que estão aqui para trabalhar, então é muito importante seguir o protocolo. Estava com muita expectativa para voltar às aulas, mas ainda com dúvida. Quando eu cheguei aqui, vi que está sinalizado, estão mantendo a distância, todos tomando cuidado. Aí, fiquei mais calma”, afirma a estudante.

Volta às aulas – As aulas presenciais do Ensino Médio na rede pública estadual voltaram nesta segunda-feira (10/08). Os alunos vão estudar de forma híbrida, com aulas presenciais nas unidades escolares e on-line, com o projeto “Aula em Casa”. As turmas foram divididas em dois blocos (A e B). Os blocos A vão à escola nas segundas e nas quarta-feiras e os estudantes dos blocos B vão nas terças e quintas-feiras.

A volta está baseada no Plano de Retorno às Atividades Presenciais, que estipulou protocolos voltados aos vários nichos da comunidade escolar, com orientações específicas a cada grupo. O retorno acontece com aval dos órgãos de saúde do Amazonas, que acompanham a baixa dos casos de Covid-19 no estado.

Leia mais:
O que diz a ciência sobre a volta às aulas?
“Vacina não vai resolver o problema atual”, diz Drauzio Varella
Amazonas retoma as aulas em 123 escolas na capital

Com informações da Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado de Educação e Desporto*

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui