Após reabertura, mais de 800 pessoas visitaram o Teatro Amazonas

0
93
FOTOS: Michael Dantas

O Teatro Amazonas já foi visitado por mais de 800 pessoas no mês de julho, após a reabertura do espaço, com a adoção de medidas preventivas contra a Covid-19. O patrimônio, que é administrado pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, ficou fechado por três meses seguindo as orientações do Ministério da Saúde e do Governo do Amazonas para evitar aglomerações. Para visitar, é preciso agendar um horário por meio do Portal da Cultura (cultura.am.gov.br), no aplicativo Cultura.AM ou no site do Teatro Amazonas.

No mês de julho, a visita ao Teatro é gratuita para todos os visitantes, como uma forma de celebrar a volta do espaço ao circuito cultural da cidade. Em agosto, a gratuidade passa a ser de amazonenses, mediante comprovação, de crianças de até 10 anos e pessoas com deficiência. Idosos e estudantes pagam meia-entrada. O ingresso para a visitação turística é de R$ 20 (R$ 10 a meia).

“O agendamento continua. Quando o visitante chegar, ele vai apresentar o comprovante do agendamento e será direcionado à bilheteria para efetuar o pagamento”, explica o secretário de Cultura e Economia Criativa, Marcos Apolo Muniz. “A gratuidade para todos vai até esta sexta-feira (31/07), então convidamos os turistas que quiserem visitar e conhecer um dos maiores patrimônios do Amazonas a aproveitar este benefício”.

O Teatro Amazonas fica aberto de terça a sábado, das 9h às 15h. O espaço recebe até dez pessoas por grupo para a visitação em um roteiro reduzido, de 30 minutos. Cada etapa tem entre três e cinco minutos, com exceção do Salão de Espetáculos, com o tempo previsto de nove minutos. Entre os destaques estão o Hall, Salão de Espetáculos, Saleta de Arquitetura e órgão eletrônico, maquete de lego do Teatro Amazonas, Salão Nobre e varanda frontal, sala de exposição e camarim de época.

O patrimônio histórico também apresenta sinalização e material gráfico com informações sobre como se prevenir do contágio por Covid-19. Também é proibido o contato físico com qualquer elemento do espaço, tais como colunas, paredes, vitrines expositoras, esculturas, pinturas, demarcadores, portas e maçanetas. Com exceção das poltronas da plateia e dos corrimãos das escadas, que são higienizados constantemente.

Espaços culturais e visitação – Além do Teatro Amazonas, o Palacete Provincial, os centros culturais Palácio Rio Negro, Palácio da Justiça e Povos da Amazônia já reabriram para visitação turística.

Os espaços passaram por um processo de sanitização para voltar a receber o público, além de adotar medidas de prevenção, como a instalação de totens de álcool em gel acionados por pedal, medição da temperatura, grupos reduzidos para visitação, distanciamento de 1,5 metros entre pessoas, e uso obrigatório de máscara.

Todos os espaços estão disponíveis para visitação de terça a sábado, das 9h às 15h. Para agendar uma visita, basta escolher o espaço e o horário, e informar um número de telefone e o CPF. O secretário de Cultura e Economia Criativa, Marcos Apolo Muniz, destaca que as visitas são gratuitas, no entanto, devem ser agendadas por meio do Portal da Cultura (cultura.am.gov.br) e do aplicativo Cultura.AM.

Os parques Jefferson Peres e Rio Negro também estão abertos ao público diariamente, das 6h às 14h.

Com informações da Secom*

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui