Governador acredita que o Amazonas superou a pior fase da pandemia

0
182

Em entrevista à Globo News na manhã desta terça-feira (2), o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), comentou sobre a reabertura gradual do comércio, que teve início nesta segunda-feira (1º), falou sobre os números alarmantes da doença no estado e disse que acredita que o Amazonas já tenha superado o momento mais difícil da pandemia.

“A gente acredita ter já superado o momento mais difícil do coronavírus, estamos retomando de forma gradual o comércio, mas também de forma muito cautelosa, porque a gente não pode relaxar nas medidas que foram tomadas. Os números que nós temos eles ainda são insipientes, porque a gente ainda não tem os números precisos para entender quanto da população já foi imunizada, e o que efetivamente contribuiu para que nos tivéssemos tantos casos aqui no Amazonas”, justificou o governador.

O Amazonas registra a segunda maior incidência de mortes do país a cada 100 mil habitantes, atrás apenas do Amapá. Questionado sobre os dados preocupantes de que o estado chegou a media de 50 mortes por 100 mil habitantes, quando a média do Brasil está em 14,2%, o governador disse que ainda há muita coisa a ser descoberta sobre a Covid-19, inclusive o motivo pelo qual o Amazonas foi um dos primeiros estados a serem atingidos.

“Todo mundo sabe das dificuldades que nós temos em nossa rede de atendimento na área da saúde no Amazonas. Desde que assumi, em 2019, nós enfrentamos muitas dificuldades e estamos trabalhando para reestruturar essa rede. Nenhuma cidade do mundo estava preparada para uma situação de pandemia como essa. E, naturalmente que uma serie de fatores, como a ligação do Polo Industrial de Manaus, o fato do Amazonas estar também no período chuvoso, que é o chamado inverno amazônico, em que há uma incidência maior de síndromes respiratórias, fez com que nós tivéssemos um quadro mais agravado em relação a Covid-19”, explicou Wilson Lima.

Sobre a flexibilização do comércio, o governador argumentou que o Governo tem um comitê de crise que acompanha toda a situação da pandemia. “A decisão de reabertura gradual do comércio foi baseada na queda dos números de óbitos confirmados da Covid-19 e o aumento significativo de recuperados. Desses 40 mil que nós temos de casos confirmados, nós temos mais de 30 mil de recuperados. Nós percebemos uma queda na cidade de Manaus dos enterros”, contou.

Wilson Lima também contou que o índice de ocupação nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) atualmente é de 69%. “Aqui na capital nós tivemos uma diminuição nos casos, enquanto no interior nos temos um aumento dos casos confirmados. Sei que há uma diferença de letalidade. Enquanto eu tenho uma tava de 8% de letalidade na capital, no interior eu tenho uma taxa de 3,5%. Nós montamos em oito cidades polos unidades intermediarias que são as UCIs, para atender aqueles pacientes que estão com uma gravidade média e evitar que ele vá para um leito de UTI”, destacou.

População indígena

A Covid-19 também tem afetado a população indígena que vive no Amazonas. Até o boletim da última segunda-feira (1º), mais de 600 indígenas do Amazonas já haviam sido infectados pelo novo coronavírus, com 33 mortes. O governador do Amazonas informou que trabalha em parceria com o Governo Federal para definir estratégias de assistência a indígenas, como assistência social para garantir segurança alimentar, com distribuição de cestas básicas, parceria com prefeituras para evitar entrada de pessoas não indígenas nessas áreas.

Wilson Lima também enfatizou a cessão de uma ala hospitalar para atendimento específico aos indígenas do estado. “Nós já estamos recebendo os indígenas neste hospital, inclusive levando em consideração toda a questão cultural, uma estrutura diferenciada com rede, a sala do pajé, para que as tradições possam ser respeitadas. Neste momento nós ampliamos a estrutura para atendimento a esses irmãos e os casos mais agravados estão sendo trazidos para a capital”.

Assista a entrevista na íntegra

Leia mais:
Hospital de Manaus começa a receber pacientes na primeira ala indígena do Brasil
Governador do Amazonas quer “virada na economia” no 2º semestre
Governo do AM divulga plano de reabertura do comércio em Manaus

Por Cíntia Ferreira, do Portal Projeta

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui