Hospital de campanha com 100 leitos será construído em Manaus

0
152
(Foto: Creative commons)

O Prefeito de Manaus, Artur Neto, anunciou que irá construir um hospital de campanha para ajudar no atendimento de pessoas contaminadas pelo novo coronavírus. A unidade deve contar, inicialmente, com cem leitos. Somente na capital, o número de infectados passa de 560, e a quantidade de mortes no estado chega a 30.

A baixa capacidade para atendimento é a maior preocupação do estado, uma vez que os casos de coronavírus não param de subir. De acordo com o Governo do Estado, o sistema de saúde do Amazonas tem capacidade de atendimento para apenas uma semana em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), já que 95% estão ocupados.

Em entrevista à Rede Amazônica, o prefeito informou que o hospital de campanha deve auxiliar na demanda do estado. O prefeito não informou, no entanto, quando o local deve estar pronto, mas disse que deve ser construído “a toque de caixa”.

No dia 30 de março, o então secretário de Saúde, Rodrigo Tobias, afirmou que o estado estudava a construção um hospital de campanha com 200 leitos. A previsão era construir a unidade suporte no estacionamento do Hospital Delphina Aziz – referência para tratamento da doença no estado.

Questionado sobre o início do funcionamento da estrutura, o Governo do Estado disse que “não descartou implantação de hospital de campanha”, mas neste momento priorizou a estruturação de um hospital de retaguarda, no Hospital Nilton Lins, com que já possuía uma estrutura mínima para isso, com 400 leitos, além de ter ainda a possibilidade de ampliar leitos no próprio Delphina Aziz, podendo chegar a 350.

Casos confirmados da Covid-19

O número de casos confirmados do novo coronavírus no Amazonas subiu para 636, na tarde desta terça-feira (7). Foram 104 casos novos em relação ao balanço anterior.

Na noite de sexta-feira (3), o hospital referência no tratamento do novo coronavírus – Delphina Aziz – recebeu um contêiner frigorífico, onde corpos de pacientes mortos pela doença serão acondicionados.

Leia mais:
Brasil registra sete casos de coronavírus entre indígenas
Casos graves no AM serão tratados com plasma de curados
Governo do Amazonas anuncia saída de Rodrigo Tobias da secretaria de Saúde

*Reportagem do G1/Amazonas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui