Vereador de Manaus propõe redução de 30% na mensalidade escolar

0
438
Alonso Oliveira propõe redução de pelo menos 30% no valor das mensalidades escolares (Foto: Câmara de Manaus)

O Projeto de Lei (PL) 143/2020, que tramita na Câmara Municipal de Manaus (CMM), quer que as escolas particulares da capital reduzam suas mensalidades em pelo menos 30%, enquanto durar o plano de contingência do novo coronavírus, do Governo Federal. A medida visa contribuir com os trabalhadores que ficaram sem renda ou tiveram o salário reduzido devido à necessidade de isolamento para evitar a contaminação.

A autoria é do vereador Alonso Oliveira (sem partido). Segundo o texto, as unidades de ensino que possuem calendário escolar regular, com férias no meio do ano, poderiam aplicar o desconto a partir do 31º dia de suspensão das aulas. Já as creches, internatos e demais instituições que seguem calendário ininterrupto de aulas ficariam obrigadas a dar o desconto imediatamente após a data da sua publicação da proposta.

Ainda de acordo com o projeto, as unidades de ensino superior da rede privada que adotem o meio de aulas presenciais também deverão reduzir as suas mensalidades.

O descumprimento implicaria na aplicação de multas pelos órgãos responsáveis pela fiscalização do direito do consumidor, como o Procon-AM. Com a liberação para o retorno às aulas, a lei seria automaticamente cancelada.

“A paralisação e a quarentena causam grave crise econômica que a todos afeta. A medida é uma tentativa de equilibrar e ajustar o sistema de maneira a não propiciar que as escolas tenham enriquecimento com a suspensão das aulas, mas, ao mesmo tempo, que possibilite a continuidade do funcionamento, garantindo o pagamento de seus funcionários e as despesas que não se alteram mesmo com a suspensão das aulas”, afirma o vereador em sua justificativa.

Alonso defende que as escolas estão com as despesas reduzidas com itens como a manutenção do espaço, água, energia e alimentação de seus funcionários e alunos. Dessa forma, não seriam prejudicadas com a redução das mensalidades.

Leia mais:
Governo estuda desobrigar cumprimento de 200 dias letivos
Aliados temem radicalização do governo se Mandetta for demitido
Líderes do Senado divulgam manifesto pelo isolamento social

*Reportagem da assessoria do vereador Alonso Oliveira

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui