Amazonas será contemplado com três escolas Cívico-Militares, diz Cabo Maciel

0
124
Foto: Paulo Ferraz

Das 54 escolas Cívico-Militares anunciadas na tarde pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, o Estado do Amazonas será contemplado com três unidades. O anúncio feito pelo ministro vem ao encontro de uma antiga reivindicação do presidente da Comissão Permanente de Segurança Pública da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado Cabo Maciel (PL), com prioridade para os municípios pólos do Amazonas.

Durante o anúncio, o ministro confirmou que policiais e bombeiros militares foram capacitados para trabalhar nas escolas. Na primeira rodada de capacitação, realizada em dezembro, em Brasília, o trabalho envolveu diretores e coordenadores de escolas, além de representantes de secretarias estaduais e municipais de Educação que vão atuar como multiplicadores. A segunda rodada ocorreu neste mês, em Porto Alegre (RS). Foram capacitados 54 oficiais da reserva e da ativa das polícias e bombeiros militares e 17 profissionais das secretarias de Educação.

De acordo com Cabo Maciel, o Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares é uma parceria do MEC com o Ministério da Defesa. Cerca de mil militares da reserva das Forças Armadas, policiais e bombeiros militares vão participar da gestão educacional das instituições. O MEC destinará R$ 54 milhões para levar a gestão de excelência cívico-militar para 54 escolas, sendo R$ 1 milhão por instituição de ensino.

Leia mais:
Escolas do AM estão entre contempladas por programa cívico-militar
Projeto quer permitir que mulheres prestem serviço militar
Escolas cívico-militares para cidadão não depender de programas sociais

Com informações da Ale-AM*

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui