Carne fica mais barata e desacelera inflação ao consumidor no IGP-10

0
183
Foto: Flávio Botelho

Passado o choque de preços impulsionado pela demanda chinesa, a carne bovina ficou mais barata em fevereiro, ajudando a desacelerar a inflação ao consumidor dentro do Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) do mês, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV).

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC-10) subiu 0,43% em fevereiro, após uma elevação de 0,51% em janeiro. Quatro das oito classes de despesa registraram taxas de variação mais baixas, com destaque para o grupo Alimentação, que passou de alta de 1,96% em janeiro para avanço de 0,34% em fevereiro.

O item carnes bovinas saiu de um aumento de 8,78% em janeiro para um recuo de 4,49% em fevereiro.

Os demais decréscimos ocorreram nas taxas dos grupos Transportes (de 1,09% para 0,36%), Vestuário (de 0,45% para -0,55%) e Comunicação (de 0,22% para 0,09%).

Houve contribuição dos itens gasolina (de 3,00% para 0,18%), roupas (de 0,38% para -0,68%) e combo de telefonia, internet e TV por assinatura (de 0,43% para 0,06%).

Na direção oposta, as taxas foram mais elevadas nos grupos Educação, Leitura e Recreação (de -0,29% para 2,22%), Habitação (de -0,61% para 0,16%), Saúde e Cuidados Pessoais (de 0,34% para 0,39%) e Despesas Diversas (de 0,20% para 0,25%), sob influência de itens como cursos formais (de 1,93% para 3,31%), tarifa de eletricidade residencial (de -3,41% para -0,15%), medicamentos em geral (de 0,01% para 0,16%) e serviços bancários (de 0,13% para 0,23%).

Leia mais:
Preço da carne cai para o consumidor, diz ministério

Com informações da Isto É Dinheiro*

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui