Temer critica documentário “Democracia em Vertigem”

0
89
O ex-presidente da República afirmou que o documentário brasileiro está mais para ficção do que para realidade. (Foto: reprodução)

O documentário brasileiro “Democracia em Vertigem”, dirigido por Petra Costa, foi indicado ao Oscar 2020 como melhor documentário. A obra faz um retrato do processo de impeachment que tirou a presidente Dilma Rousseff (PT) da presidência do Brasil, em 2016. O ex-presidente Michel Temer assistiu ao Democracia em Vertigem e não gostou, segundo revelou à reportagem da Folha de São Paulo. Temer afirmou que o documentário brasileiro, que o pinta como vilão e foi derrotado neste domingo (9) na disputa pelo Oscar, “está mais para ficção do que para realidade”.

À Folha, por meio de sua assessoria, Temer também comentou que  “as imagens são reais, [o documentário é] muito bem fotografado, muito bem produzido, entretanto, há uma postura político-partidária e pessoal que retira a credibilidade do filme”, disse. Ainda, de acordo com o ex-presidente, “ela [Petra Costa] trabalha com uma visão equivocada do Estado de Direito e não com uma visão jurídico-constitucional. Aproxima-se mais de ficção do que documentário”, enfatizou o líder do MDB.

Leia mais: Documentário que aborda o impeachment de Dilma é indicado ao Oscar

Democracia em Vertigem faz uma recapitulação dos conturbados últimos anos da política brasileira, a partir da perspectiva de Petra, cuja voz guia a narração em primeira pessoa durante todo o documentário. Lançado mundialmente em 19 de junho de 2019, a obra emocionou diversos espectadores e gerou a ira de bolsonaristas, que atacaram a Netflix, que é onde o filme está hospedado. A trama aborda os bastidores do golpe que levou a ex-presidenta Dilma Rousseff ao impeachment, a prisão de Lula e a ascensão de Sergio Moro e Jair Bolsonaro ao poder.

O publicitário Elsinho Mouco, marqueteiro de Temer, prepara um documentário sobre o impeachment para se contrapor à narrativa da produção brasileira. O documentário que o publicitário prepara para rebater a narrativa de Petra sobre o impeachment se chamará Trama contra a Democracia. O Painel informou que, segundo aliados do ex-presidente, a obra vai lembrar momentos em que o próprio PT contribuiu para a queda de Dilma. O autor diz que o novo filme ainda está em fase inicial e que detalhes de roteiro e produção serão definidos nas próximas semanas. A data de estreia não foi anunciada.

Por Cíntia Ferreira, do Portal Projeta

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui