18,7% da população do Amazonas vive em extrema pobreza

0
566
Manaus concentra 20% da

Um levantamento do Atlas Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) Amazonas demonstra que 18,7 % da população amazonense, aproximadamente 653 mil pessoas, vive em situação de extrema pobreza. Os dados foram extraídos do último Censo (de 2010), quando o estado registrou uma população de 1.802.014 habitantes. No mesmo período, no Brasil, segundo o Atlas do Desenvolvimento Humano, 6,6% viviam na extrema pobreza. A meta brasileira é reduzir para 3% da população até 2030.

É considerado em extrema pobreza aquele que ganha menos de US$ 1,90 de renda domiciliar per capita por dia ou 136 reais por mês. Se considerados os 3% da meta brasileira, Manaus é o município amazonense que está mais próximo de alcançar o objetivo, com 7% da população vivendo na extrema pobreza, apesar de representar 20% da população total do estado nesta condição. Já a cidade do estado que proporcionalmente apresenta um maior número de habitantes vivendo nesta situação dramática é Itamarati, com 57%. Na sequência aparecem Santa Isabel do Rio Negro e Santo Antônio do Içá, com 56%, e Maraã com 54%.

Na opinião do professor doutor do Departamento de Ciências Sociais da  Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Marcelo Seráfico, essa situação revela um processo histórico em que não conseguimos ao longo do tempo sustentar uma atividade econômica minimamente diversificada. “É uma condição dramática, na medida em que nós já dispomos de recursos, tanto de conhecimento quanto de política, que são capazes de confrontar esse tipo de situação. Dessa forma, mantidas as atuais condições de economia e política, dados do estado do Amazonas, eu diria que do ponto de vista mais geral no Brasil, dificilmente nós conseguiremos atingir essa meta definida até 2030”, afirmou em entrevista ao Boletim do Atlas ODS.

O Atlas ODS é uma iniciativa da Ufam, por meio do Programa de Pós-Graduação em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia (PPGCASA). Mais informações sobre a pesquisa no site Atlas ODS Amazonas.

Por Cíntia Ferreira, do Portal Projeta

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui