De onde se originam os nomes curiosos das operações policiais?

249
(Crédito: Erlon Rodrigues/PC-AM)

Tão comum nos noticiários, impossível não reparar na criatividade empregada na escolha dos nomes das operações policiais, não é mesmo? Você pode facilmente confundi-las com o filme da sessão da tarde ou o novo cartaz de Tarantino. Outras chegam a ser engraçadas ou até poéticas. O fato é: quem inventa esses nomes? Operação Catuaba, Vampiro, Wolverine (o que eu falei sobre a sessão da tarde?), Good Vibes, Maus Caminhos, Lava Jato e por aí vai.

Tratamos de desvendar esse mistério para você. Geralmente os responsáveis pelos nomes são os delegados encarregados das investigações juntamente a equipe. Os nomes podem vir do latim, do grego e sempre remetem ao tipo de crime investigado, ou quem sabe a profissão do criminoso. Não existe necessariamente uma ordem ou especificação para as nomeações.

Esse “boom” criativo para nomear as ações policiais surgiu em 2002, com a Operação Arca de Noé, por envolver jogo do bicho no Mato Grosso (MG). Em seguida vieram as operações “Crtl+Alt+Del”, contra fraudes bancárias; “Eros”, contra o tráfico de viagra; Ventania, que tinha foco na falsificação de dinheiro, uma apologia ao ditado popular “na mão, é vendaval” e por último “Aletheia” que vem do grego “busca pela verdade”. Esta teve como destaques a emissão de 33 mandados de busca e apreensão e 11 de condução coercitiva para investigar suspeitos de crimes como corrupção e lavagem de dinheiro dentro da Petrobras – entre eles, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Para não restar dúvidas sobre a criatividade dos delegados e envolvidos, fizemos uma lista das operações da  no Amazonas:

  1.  Chekout – relacionada com golpes aplicadas por agências de turismo.
  2. Pedestal – ninguém pode ficar acima da lei, onde uma organização criminosa resolveu desafiar a polícia e logo foram presos.
  3.  Kori – recebeu este nome em alusão à deusa Kori, considerada a protetora das crianças no candomblé.
  4. Guilhotina – devido ao crime cometido pelo infrator
  5. Linha direta – relacionada a roubo de aparelhos celulares
  6. Votorantim –A palavra Votorantim vem do tupi-guarani “boturati/boturantim” e significa grande espuma branca ou cascata branca, que lembra a paisagem das cachoeiras que emolduram o município de Presidente Figueiredo.
  7. Mendacium – que em latim significa “mentiras”, relacionado ao crime de falsificação de documentos.
  8. Hárporates – em grego significa “Deus do silêncio”, operação que visa fechar estabelecimentos comerciais por licenciamento ambiental de funcionamento de som
  9. The Flash – nome dado por conta da forma rápida de como a polícia resolveu o caso.
  10. Mandíbula – nome escolhido por conta que o infrator tinha histórico de morder policiais quando surpreendido.
  11. Maus Caminhos – é uma referência ao nome da entidade Instituto Novos Caminhos (INC), usada pela organização criminosa para viabilizar a maior parte dos desvios e fraudes envolvendo recursos da pasta de saúde no Estado do Amazonas.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui