Departamento Integrado de Operações Aéreas da SSP completa um ano com atuação em operações policiais e de resgate

160
As aeronaves e o pessoal que atuam nas ações aéreas estão concentrados no mesmo local, permitindo maior agilidade tanto nas operações policiais quanto de resgate. (Créditos: Claudio Heitor/Secom)

Com mais de 300 horas de voo, o Departamento Integrado de Operações Aéreas (Dioa) da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) completa um ano com saldo positivo no resgate de vidas e apoio a operações policiais integradas. São quatro aeronaves no hangar, e um projeto para a aquisição de um avião está em andamento junto à Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp).

A solenidade foi realizada na manhã desta segunda-feira (15/07), no Aeródromo de Flores, zona centro-sul, com a participação do secretário-executivo da SSP-AM, coronel Anézio Paiva, representantes das Polícias Civil e Militar, Forças Armadas, Assembleia Legislativa de Estado e empresas do setor aéreo.

De acordo com o coronel Anézio Paiva, hoje as aeronaves e o pessoal que atua nas ações aéreas estão concentrados no mesmo local, permitindo maior agilidade tanto nas operações policiais quanto de resgate.

“Podemos operar nossas aeronaves fazendo o resgate de uma pessoa, seja vítima de acidente de trânsito ou de picada de animal peçonhento na Região Metropolitana. Também podemos dar apoio aéreo às equipes de terra, dando maior comodidade para nossos policiais durante as operações”, afirmou Paiva.

Aeronaves – O chefe do Dioa, tenente-coronel Helliton Silva, explicou que o departamento conta com quatro aeronaves. São dois helicópteros “Esquilo”, modelo AS350 B3+, um helicóptero Schweizer e um avião Super Petrel. Este último é um anfíbio biplano utilizado em missões de observação, vigilância, comando e controle, além de buscas aéreas e patrulhamento fluvial.

As unidades “Esquilo” são empregadas em missões multifunção de Segurança Pública, incluindo vigilância, busca e salvamento, transporte aeromédico e patrulhas. São as unidades mais conhecidas por serem empregadas nas operações integradas em toda a capital amazonense, que têm resultado na diminuição da maioria dos indicadores de violência.

O helicóptero Schweizer é utilizado no treinamento dos pilotos e em missões policiais de patrulhamento aéreo urbano, ambiental e Sistema Prisional, além de situações específicas de investigação criminal, como ronda bancária e crimes ambientais.

Vidas – “Já executamos sete operações de salvamento somente em 2019. Foram três vítimas de picada de cobra, três vítimas de trauma decorrente de acidentes diversos e um acidente de trânsito envolvendo um policial militar”, disse o chefe do Dioa, tenente-coronel Helliton Silva.

Em uma das ações de salvamento, uma criança de 8 anos, vítima de um trauma grave, foi resgatada pelo helicóptero da SSP-AM no dia 11 de junho. O acidente doméstico ocorreu no município de Careiro Castanho, de onde o menino foi trazido para o Pronto-Socorro Infantil Joãozinho, na zona leste da capital amazonense.

Os resgates realizados pelos helicópteros do Dioa são feitos a partir do acionamento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que participou também na manhã desta segunda-feira da solenidade no hangar do Departamento.

Além dos resgates, as aeronaves já foram utilizadas em operações policiais em Manaus e no interior, a exemplo da Operação Arati, em Parintins, e do apoio aéreo durante o Festival Folclórico de Parintins. Constantemente, o Departamento realizado o patrulhamento aéreo do sistema prisional da capital amazonense.

*Informações Secretaria de Comunicação (Secom).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui