Ibama anuncia megaoperação para combater desmatamento na Amazônia

168
A Operação Amazônia Soberana enviou 165 agentes a sete estados brasileiros. (Foto: Ibama)

O Ibama lançou nesta quarta-feira (5), dia mundial do meio ambiente, a maior operação de sua história para combater extração ilegal de madeira, que está acelerando o desmatamento na Amazônia, em meio a um aumento nas derrubadas de árvores desde que o presidente Jair Bolsonaro assumiu o cargo.

O Ministério do Meio Ambiente, que supervisiona o Ibama, disse que a agência de proteção ambiental enviou 165 agentes aos Estados do Acre, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia e Roraima, apoiados por policiais militares e civis.

85 carros e cinco helicópteros são usados nas ações da Operação Amazônia Soberana.

(Foto: Ibama)

“O objetivo é esquadrinhar as regiões com maior concentração de ilícitos para conter a expansão dos danos ambientais”, afirmou o órgão em comunicado.

O desmatamento na Amazônia registrou avanço em maio, atingindo o maior ritmo em uma década, segundo dados do Deter, sistema de satélites que monitoram o desmatamento no país. Para especialistas, a razão é um aumento na atividade madeireira ilegal, encorajada pelo enfraquecimento das proteções ambientais no governo Bolsonaro.

Além das ações ostensivas, o Ibama reforçará operações remotas baseadas no cruzamento de dados gerados por satélite com informações de bases cadastrais. O desflorestamento ilegal pode resultar em multa, responsabilização penal e obrigação de reparar os danos causados ao meio ambiente.

*Com informações da Reuters. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui