Aproximação cultural de Belém e Manaus inicia com visita dos diretores do Theatro da Paz

116

Aconteceu nesta sexta-feira (10) um encontro entre o secretário estadual de Cultura, Marcos Apolo Muniz, o diretor do Teatro Amazonas, Cândido Jeremias com o diretor e a diretora executiva do Theatro da Paz, de Belém, Daniel Araújo e Nandressa Nunes.

O encontro aconteceu em decorrência do 22º Festival Amazonas de Ópera (FAO), foram convidados pela Secretaria de Estado de Cultura (SEC) no intuito de iniciar aproximação entre os teatros para fortalecer a produção operística da Região Norte.

O FAO é realizado pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), com patrocínio master do Bradesco, por meio da Lei de Incentivo à Cultura, Ministério da Cidadania e Secretaria Especial de Cultura. A abertura foi no dia 26 de abril e o evento segue com apresentações de ópera, recitais e concertos até 30 de maio.

Encontro

Após a visita ao Teatro, o secretário e os diretores participaram de uma reunião, no Centro Cultural Palácio da Justiça, com o diretor artístico, maestro Luiz Fernando Malheiro, e a diretora executiva do FAO, Flávia Furtado. Entre as muitas possibilidades discutidas estão a coprodução de óperas e intercâmbio de profissionais (músicos, cantores) dos Corpos Artísticos dos Estados, além de capacitação técnica voltada para ópera.

Ao final da reunião, os diretores do Theatro da Paz confirmaram presença no encontro “Os Teatros de Ópera e a Economia Criativa na América Latina”, que acontecerá no dia 26 de maio, no Centro Cultural Palácio da Justiça. O evento faz parte da programação do FAO 2019 e apresentará dados e casos de sucesso sobre a Indústria da Ópera na América Latina.

CTP

À tarde, Daniel e Nandressa também fizeram uma visita à Central Técnica de Produdão (CTP) para conhecer o acervo e o trabalho de construção de cenários e produção de figurinos para o FAO.

Sobre o 22º FAO

Em 2019, o FAO celebra o centenário de nascimento de Claudio Santoro com a apresentação da ópera “Alma”, do compositor e maestro amazonense. Também estão na programação “Ernani”, de Giuseppe Verdi; “Maria Stuarda”, de Gaetano Donizetti; “Tosca”, de Giacomo Puccini; e “Mater Dolorosa”, baseada na cantata “Stabat Mater Dolorosa”, de Giovanni Pergolesi.

Os ingressos para o FAO 2019 estão à venda na bilheteria do Teatro Amazonas e pelo site Bilheteria Digital (www.bilheteriadigital.com/teatroamazonas), com valores que vão de R$ 2,50 a R$ 60.

A programação do festival abrange ainda o Recital Bradesco, com canções compostas por Claudio Santoro; o projeto “Ópera Mirim”; o encontro “Os Teatros de Ópera e a Economia Criativa na América Latina”, voltado para apresentar dados e casos de sucesso sobre a Indústria da Ópera na América Latina; o concerto do Dia das Mães; e Mulheres da Ópera.

Sobre o Bradesco Cultura

Com centenas de projetos patrocinados anualmente, o Bradesco acredita que a cultura é um agente transformador da sociedade. O Banco apoia iniciativas que contribuem para a sustentabilidade de manifestações culturais que acontecem de norte a sul do País, reforçando o seu compromisso com a democratização da arte.

São eventos regionais, feiras, exposições, centros culturais, orquestras, musicais e muitos outros, além do Teatro Bradesco em São Paulo. Fazem parte do calendário 2019 atrações como o musical “O Fantasma da Ópera” e o Natal do Bradesco, em Curitiba.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui