Falência de gráfica põe em risco realização do Enem em 2019

0
93

A RR Donnelley Editora e Gráfica Ltda informou na segunda-feira (01) que encerrará suas atividades. A gráfica é responsável, desde 2009, pela impressão das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A declaração põe em risco a realização do Exame neste ano.

O trabalho de impressão não pode ser feito por qualquer gráfica pois requer um alto nível de segurança e possui entraves logísticos. Fatores estes que ameaçam a aplicação da prova, marcada para ocorrer em novembro, visto que para cumprir o cronograma o Exame precisa ser impresso até o mês de maio, no máximo.

Em nota, o grupo diz que entre os fatores que levaram a essa medida “estão as atuais condições de mercado na indústria gráfica e editorial tradicional, que estão difíceis em toda parte, mas especialmente no Brasil”. “Recentemente, a RR Donnelley perdeu um de seus principais clientes e registrou uma drástica redução no volume de trabalho contratado”, continua o comunicado. A RR Donnelley atua no Brasil há 25 anos.

No ano passado, o Enem recebeu 5,5 milhões de inscrições. 123,8 mil eram estudantes do Amazonas. No total, foram impressas 11 milhões de provas. O resultado é a porta de entrada para grande parte das universidades do país.

A falta de liderança dentro do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), responsável pela elaboração da prova, colabora para o clima de insegurança. O presidente do Inep, Marcus Vinicius Rodrigues, foi demitido, na semana passada, pelo Ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodriguez.

O Inep ainda não se pronunciou sobre o assunto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui