Foram registrados 11 mil atendimentos nos hospitais durante fim de semana do carnaval

112

No final de semana foram feitos 11 mil atendimentos na urgência e emergência, entre leves, moderados e graves. As informações são da Secretaria de Estado de Saúde (Susam).

De acordo com a gerente de urgência e emergência da Susam, Nayara Maksoud, o maior número de atendimento no sábado foi de ambulatório com situações leves e moderadas, com algumas emergências clínicas. Já no domingo houve um maior número de episódios de traumas ocasionados por violência e acidentes de trânsito, assim como um movimento elevado de pacientes com Síndrome Gripal Aguda, principalmente nos três hospitais infantis.

“Os atendimentos das unidades de saúde no Carnaval até no dia de domingo não fugiram da rotina. Não houve um grande aumento no número, mas no sábado foi voltado para as emergências clínicas e no domingo um número maior de pacientes em situações graves”, ressaltou a gerente de urgência e emergência.

O posto médico implantado no Bloco A do Sambódromo para atender as ocorrências durante os desfiles das escolas de samba, nos dias 28 de fevereiro, 1º e 2 de março teve 38 atendimentos.

O coordenador de Eventos do Carnaval pela Susam, Paulo Viana, relatou que a maioria das ocorrências no Sambódromo foram de pressão arterial, falta de ar e cefaleia. À noite de maior fluxo foi o sábado,  com 26 pessoas atendidas. Quatro delas precisaram de remoção, sendo uma para o Serviço de Pronto Atendimento (SPA) do Alvorada e três para o Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui