Assalto causa pânico no Centro e expõe falência da segurança pública no AM

0
88

Manaus (AM) – Seis pessoas foram presas no Centro de Manaus na tarde deste sábado (22)  acusadas de assalto a uma loja. Houve tiros e correria. A população assustada se abrigou em lojas que chegaram a fechar a portas em pleno fim de ano.

A PM nega o arrastão e tentou minimizar o fato. Quem vai às compras no fim de ano está cada vez mais exposto a assaltantes e segurança prometida pelo governador Amazonino Mendes (PDT) com a contratação da empresa americana do ex-prefeito de Nova Iorque, Rudolph Giuliani, ainda não mostrou a que veio.

Veja o vídeo:

 

Nota da Secretaria de Segurança Pública

A Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM) informa que na tarde deste sábado (22.12) seis pessoas foram detidas por suspeita de tentativa de furto a uma loja localizada em uma galeria da Marechal Deodoro, no Centro. Segundo o Secretário de Segurança Pública, Coronel Amadeu Soares, a ação suspeita teve pronta resposta e os indivíduos foram encaminhados a Delegacia para esclarecimentos. Após o fato, disseminou-se pela região boatos de arrastão, o que não se confirma.

De acordo com o capitão Walasson, coordenador de operações do Centro de Comunicações Operacionais da Polícia Militar (CECOPOM), seis pessoas foram detidas, sendo que duas delas chegaram a ser agredidas por populares pela suspeita de furto. Os suspeitos detidos foram encaminhados ao 24° Distrito Integrado de Polícia (DIP), mas nada foi comprovado contra eles até o momento.

A Polícia Militar do Amazonas solicita que as pessoas que tenham sido vítimas dos suspeitos se encaminhem ao 1° DIP para registrar Boletim de Ocorrência. O Subcomandante geral da PM, coronel Ayrton Norte, afirmou que não houve tiroteio ou arrastão no local e sim a propagação de notícias inverídicas que acabaram deixando a população que fazia compras no Centro em pânico. O subcomandante afirmou que todas as medidas foram tomadas.

A SSP ressalta que desde os primeiros dias de dezembro a Polícia Militar está com a Operação Boas Festas, com reforço policial nas zonas comerciais da capital. Em torno de mil policiais estão sendo empregados, em escalas de plantão, nas ações de patrulhamento para prevenir, reprimir e combater ocorrências criminais.

Foto: Reprodução

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui