Amazonino não cumpre recomendações para o Compaj

0
65

Da redação

Manaus (AM)–  O governo de Amazonino Mendes (PDT) não consegui cumprir as metas estabelecidas pelos órgãos de segurança e direitos humanos após o massacre de 64 presos ocorrido em 2017 no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj).

O Comitê Nacional e Prevenção e Combate à Tortura, vinculado ao Ministério dos Direitos Humanos (MDH), divulgou o relatório de Monitoramento de Recomendações sobre os Massacres Prisionais dos Estados do Amazonas, do Rio Grande do Norte e de Roraima.

Ao todo, foram feitas 51 recomendações para monitoramento no Conpaj já na gestão de Amazonino como governador tampão e apenas duas foram feitas.

De acordo com o relatório apresentado nesta quarta-feira em Brasília,  os sobreviventes do massacre estão em situação de vulnerabilidade.

O documento diz ainda que depois de  qause dois anos nenhum inquérito foi aberto.

Foto: Bruno Zanardo/ SECOM

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui