Governo Amazonino não consegue combater desmatamento

0
129

Da redação

Manaus (AM)- Dos nove estados da Amazônia Legal, o Amazonas está entre os três que proporcionalmente registraram os menores aumentos nas taxas de desmatamento no período de agosto de 2017 até agosto de 2018 em relação ao igual período anterior.  A informação, que a primeira vista parece boa, na verdade mostra que o desmatamento avançou no Estado durante a gestão do governo Amazonino Mendes.

Os dados da variação da taxa de desmatamento por Estado da Amazônia Legal no período analisado pela Nota Conjunta assinada pelos Ministérios do Meio Ambiente (MMA) e da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) mostram que  no período de agosto de 2017 até agosto de 2018,  Amazonas figura como o quarto em desmatamento com patamares acima de 1000 km² de áreas desmatadas.

O secretário de Meio Ambiente do Amazonas (Sema) e presidente do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), Marcelo Dutra, admite que os números são muito altos, preocupantes e diz que precisam ser coibidos.

Em nota o governo disse que apenas lamenta os números, mas que realiza ações de combate.

Dados gerais

O desmatamento na Amazônia cresceu 13,7% entre agosto de 2017 e julho de 2018. A área desmatada é de 7.900 km², contra 6.947 km² perdidos no mesmo período dos anos anteriores.

Foto: André Edouard/Arquivo/AFP

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui