Em menos de 24h, polícia elucida caso de latrocínio que teve como vítima uma criança de 3 anos em Coari

0
286

Na tarde desta quarta-feira (21), a equipe da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Coari, sob o comando do delegado José Afonso Barradas, em conjunto com policiais militares, elucidou em menos de 24 horas caso de latrocínio ocorrido no lugar que teve como vítima uma criança de três anos. De acordo com a autoridade policial, os seis indivíduos envolvidos no crime, incluindo o mandante, já estão presos.

José Afonso Barradas relatou que o latrocínio aconteceu na noite de terça-feira (20/11), às 20h45, em uma casa situada no bairro Tauá-Mirim, em Coari. Além da criança, identificada como Francine Carvalho de Macedo, o avô dela, um homem de 65 anos, também foi alvejado durante a ação criminosa. O idoso foi atingido no braço, mas não corre risco de morte. Já Francine foi a óbito no local após receber um disparo de arma de fogo no peito.

Andrew

O delegado explicou que as diligências em torno do caso foram iniciadas logo após os infratores deixarem o imóvel, de onde pretendiam subtrair R$ 13 mil. “Andrew Araújo Silva, 21, conhecido como ‘Andrinho do Santa Efigênia’; Carlos Antônio Pinho Matos Júnior, 23, o ‘Kaká do Beco do Fogo’, e Keilo Cardoso Saldanha, 18, chegaram ao imóvel e o idoso, ao perceber a intenção dos infratores, tentou fechar a porta, momento em que Carlos efetuou os disparos de arma de fogo que atingiram as vítimas. Em seguida os elementos empreenderam fuga, assustados”, argumentou.

Conforme o delegado, Keilo foi o primeiro a ser preso, minutos depois do delito. O jovem foi interceptado às 21h20 de terça-feira (20/11), por policiais militares. O fato ocorreu na rua Dois de Agosto, naquele mesmo bairro onde aconteceu o crime. Em seguida, os policiais militares chegaram até Wendel de Sena Ferreira, 22, chamado de “Dao do Tauá-Mirim”, também envolvido na ação criminosa.

Sebastião (Divulgação)

“No início da tarde desta quarta-feira (21/11), nós, da Polícia Civil, efetuamos as prisões de “Kaká do Beco do Fogo” e de Sebastião Rômulo de Melo Vasconcelos, 23, no bairro Chagas Aguiar. Em seguida, chegamos até o mandante do crime, Raimundo Luciano da Costa Vasconcelos, 41, no bairro Ciganópolis. Por volta das 16h, policiais militares conseguiram localizar Andrew escondido em um matagal, também no bairro Ciganópolis”, declarou Barradas.

Wendel e Kelio (Foto: Divulgação)

Participação – O titular da DIP de Coari informou que Raimundo contratou Carlos para cometer o roubo e que o jovem convenceu Keilo e Andrew a irem com ele até a casa das vítimas. A autoridade policial disse que Sebastião cedeu uma motocicleta modelo Honda 125 CC de cor preta, utilizada pelos infratores no crime. Já Wendel forneceu a arma de fogo usada por Carlos para alvejar os moradores do imóvel.

Motivação – Em depoimento na delegacia, “Kaká do Beco do Fogo” justificou que Raimundo, por ser amigo próximo à família das vítimas, sabia que o idoso mantinha quantia significativa em dinheiro no imóvel. Em razão disso, planejou o roubo. O dinheiro seria utilizado pelos infratores para quitar dívidas relacionadas ao tráfico de drogas.

Kaká, o mandante (Foto: Divulgação)

Flagrante – Andrew, Carlos, Keilo, Raimundo, Sebastião e Wendel foram autuados em flagrante por latrocínio consumado, em concurso formal com roubo majorado. Ao término dos procedimentos cabíveis na delegacia, os seis indivíduos serão conduzidos Unidade Prisional de Coari (UPC), onde irão permanecer à disposição da Justiça.

 

“Desde o registro do caso, equipes das Polícias Civil e Militar não mediram esforços para localizar e prender esses infratores, envolvidos nesse latrocínio, que causou grande comoção na cidade. Agradecemos o empenho de todos que contribuíram para que tirássemos esses indivíduos de circulação e elucidássemos o caso em menos de 24 horas”, finalizou Barradas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui